CONSTRUÇÃO DA ESCOLA TÉCNICA EM CUITÉ


A escola técnica que será edificada em Cuité pelo Governo do Estado, ainda não foi incluída no pacote de construção deste ano. Das 15 escolas previstas para serem construídas dentro do projeto do PAC a SUPLAN lançou licitação para as empresas interessadas construir ainda este ano três escolas sendo elas a de João Pessoa, Bayeux e Mamanguape.  

Dentre as 15 escolas, segundo SUPLAN algumas ainda estão com projetos em andamento, elas terão capacidade para atender a 1.200 alunos, cada. Os prazos da execução das obras das três escolas serão de 360 dias.

Em outubro do ano passado, técnicos do MEC estiveram na Paraíba e visitaram várias áreas nos municípios, onde analisou e identificou a viabilidade dos terrenos doados pelas prefeituras. Cuité foi selecionada para ganhar uma escola técnica, que será edificada estrategicamente entre Cuité e Nova Floresta.

O DNA da escola técnica de quem será o pai e mãe da Escola Técnica em Cuité, foi alvo de discussão entre políticos na região do Curimataú. De certo serão investidos recursos federais e contra partida do estado. Cada escola terá 11 salas de aula, auditório, biblioteca, sala multimídia para professores e laboratórios de línguas. O local ainda terá um centro de vivência, refeitório, cantina e anfiteatro.

No programa de rádio em Cuité, Babo Venâncio fazia criticas ao governo pelo abandono da escola Vidal de Negreiros.

Na inauguração da pavimentação que dá acesso ao Campus UFCG em Cuité, na ocasião o Governo do estado, afirmou que encontrou a escola Vidal de Negreiro deteriorada, não seria culpa dele, pois herdou de gestões anteriores. 

Mas seria ele quem iria reformar e concluir o ginásio esportivo daquele educandário. Assim como ampliar a escola Orlando Venâncio e alfinetou a gestão municipal por ter embargado a construção da escola na zona rural da Serra Bombucadinho.
   



Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.