TAPETE VERMELHO: PARA RETROESCAVADEIRA

Foto do Facebook 

O processo de reeleição é uma tese muito discutida na ciência política, uns contra, outros a favor. Um mandato apenas de quatro anos não dá o tempo suficiente para imprimir um projeto cabal? Quem detém o poder em mãos não é favorecido pelo cargo que ocupa sem que precise se afastar (nem que seja teoricamente) do cargo?


Veja como é complexa, a ciência política em alguns países de primeiro mundo é incomum em estados democráticos que mandatários fiquem mais que uma década no poder. A democracia brasileira mesmo que não exista o voto facultativo , pelo menos nos deixa a possibilidade de alternância de poder.

Uma eleição com o concorrente no poder é uma tarefa difícil, árdua e muitas das vezes desleal, são a perspectiva de oito anos que pode ser quebrado em quatro, caso a oposição consiga transmitir seu recado e a população tenha o sentimento de mudança, agora ou adiante para esfacelar a seqüência.

Fugindo da teoria política, vamos para a prática. O que uma retroescavadeira da prefeitura de Cuité, estava fazendo no sítio do campo comprido para ser apreendida? A resposta é suposto crime eleitoral, ou apenas maquiagem  . A denuncia foi constatada pelo Ministério Público que agiu de imediato para coibir qualquer tipo de abuso que possa favorecer um candidato.

A máquina estava a todo vapor, a máquina não pode parar. Quem não pode parar a máquina administrativa?  Ou a retroescavadeira? Ela estava de fato atolada a questão eleitoral?  a função dela é cavar, fazer barreiros , abrir estradas e romper fronteiras sem distinção de área pública ou privada , já que  o caminho são as urnas.  

Ainda existe cidadão que joga dinheiro em praça pública, tem fundamento! Certa vez uma dita cuja aqui na Capital subiu no prédio público e jogou dinheiro da cobertura, o dinheiro era do suor do seu pai apenas o prédio era público.

Fatos que envolvem Money, dinheiro jogados em envelopes  na via pública tem sido comum na política paraibana, aqui em João Pessoa na eleição de 2008 teve um candidato com nome de votinho de ouro. E por falar em ouro , nos últimos dias em Ouro Velho na Paraíba a Justiça Eleitoral apreendeu máquinas perfuratriz , a denuncia era que estavam perfurando poços em propriedade privada em troca de votos. 

Ainda tem gente que diz:  só não vem dinheiro pra mim! Muito pior amigo esse dinheiro saiu limpo do seu bolso através de impostos , pouco empregado em saneamento básico, saúde e educação, nas mãos de fichas sujas pode ser superfaturados e desviados para fins próprios e para compra de votos. Uma campanha eleitoral custa caro, a culpa é do sistema. 

A justiça eleitoral procura pautar o contexto da equidade entre os concorrentes no pleito. O eleitor deve ser os olhos da justiça, pois a justiça será cega quando for julgar os  abusos de poder. Infelizmente as relações humanas, se transformam em época eleitoral e alguns torcendo o nariz pra um grupo e esquecem da real transformação de políticas públicas, em detrimento as exacerbadas farpas em classes reciprocamente hostis.





Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. esse seu site esta sem credibilidade para tratar dos assuntos de cuité

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre esta publicação.