LEILÃO DE VIRGINDADE, AMERICANO OFERECE 200 MIL POR BRASILEIRA


Um americano, sob pseudônimo de John Long, ofereceu mais de US$ 100 mil (R$ 202.570) pela virgindade da brasileira Catarina, leiloada em um site na internet. A estudante de Educação Física participa de um documentário idealizado pelo diretor australiano Justin Sisely, que, por mais de um ano, recrutou virgens para o projeto que seria como um reality show. 

Quatro mulheres e três homens se candidataram, mas os selecionados acabaram desistindo durante as filmagens que, inicialmente, foram feitas nos Estados Unidos em função dos problemas legais na Austrália. 

Assim, Catarina ganhou a vaga de protagonista no documentário que, neste momento, está sendo rodado em Bali, na Indonésia. O diretor ainda pode sofrer processo por favorecimento à prostituição, mas ele garante que está preparado. "Tecnicamente, você pode dizer que é prostituição, mas isso também é uma dicotomia porque eles são virgens.

 É sexo pela primeira vez", argumenta Sisely. O outro protagonista do filme, que também está vendendo a virgindade, é o russo Alex Stepanov, 23 anos. "Meu filme é arte. Quero mostrar a transformação na vida deles. Estou interessado no que acontece antes e depois dessa experiência", diz o diretor. Sisely assegura que os jovens estão tendo acompanhamento psicológico.

O vencedor do leilão será o autor do maior lance, desde que apresente exames médicos e atestado de antecedentes criminais, mas alguns possíveis compradores já foram sabatinados por Sisely para participar do filme. Eles terão passagens, hospedagem e todas as despesas pagas para consumar o ato, em local ainda desconhecido, e devem ser entrevistados para o documentário.

O site Virgins Wanted registra várias ofertas, mas a Thomas William Productions esclarece que elas somente serão válidas com o pagamento da taxa de adesão, estipulada em cerca de R$ 100.


Fonte Tony
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.