TARADO DOS BANCÁRIOS EM J.PESSOA


Três mulheres que foram abusadas sexualmente reconheceram o acusado, Antônio dos Santos Monteiro Júnior, 34 anos, ontem na Central de Polícia, em João Pessoa, pelos crimes de que foram vítimas. Apontado como o “Tarado dos Bancários”, e preso no último sábado, em Mangabeira, a polícia agora investiga se ele teria sido responsável pelo estupro e assassinato de Rebeca Cristina Alves Simões, 15 anos, ocorrido em 11 de julho de 2011.


De acordo com o delegado Fábio Pontes, após a veiculação da notícia da prisão de Antônio dos Santos, as vítimas procuraram a 9ª Delegacia Distrital onde prestaram queixas e em seguida foram acompanhadas para a Central de Polícia, no bairro do Varadouro, onde o acusado está detido. “As vítimas relataram que ele se aproximava delas e anunciava o assalto. Armado com um revólver, ele as levava para matagais onde as abusava sexualmente. Acreditamos que ele seja responsável por muitos outros crimes e que outras vítimas devam reconhecê-lo nos próximos dias. Ele permanecerá detido na carceragem da Central de Polícia por mais três dias”, explicou.

Uma adolescente de 14 anos que foi violentada em fevereiro deste ano, na orla da Praia do Cabo Branco e deu a luz a um filho do estuprador, deve comparecer a Central de Polícia amanhã. De acordo com o delegado Fábio Pontes, ela está viajando com a família, mas já foi informada da prisão do suspeito e retornará a Capital para tentar o reconhecimento.

Antônio dos Santos foi preso na tarde do último sábado por homens do 5º Batalhão da Polícia Militar, após ter abusado de uma menina de 14 anos. A vítima contou que o primeiro contato com o acusado ocorreu na rua onde ela residia, no conjunto Cidade Verde, em Mangabeira quando ele a teria abordado para pedir informações. Ela estava acompanhada da mãe e foi ameaçada por ele que estava armado. “Ele me viu na esquina e me parou e disse que era um assalto. Minha mãe mostrou o dinheiro e o celular, e ele não quis. Então começou a me puxar pra cima dele, aí botou a mão dentro da minha blusa. Eu tentei tirar a mão dele, e então ele puxou meu short. Quando ele puxou, eu gritei. Aí ele mostrou a arma e pediu pra eu não gritar, depois falou que eu não precisava me preocupar porque ele não ia me fazer mal”, contou a adolescente.

Poucos dias depois do crime, o acusado foi visto observando a vítima, nas proximidades do Colégio da Polícia Militar, onde a jovem estava. Familiares então acionaram o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) que enviou uma viatura ao local. Antônio dos Santos foi preso em flagrante. Com ele, a polícia encontrou uma moto modelo Falcon de cor preta, com roupas escondidas na carenagem. “Ele costumava praticar abordagens com roupas guardadas na moto, e após o crime ele as trocava para não ser reconhecido pela Polícia”, revelou o delegado Fábio Pontes.

Ataques ocorriam em bairros da zona sul

Antônio dos Santos Monteiro Júnior, 34 anos abordava suas vítimas, mulheres, com o uso de uma moto e segundo a polícia há suspeitas de que ele usava também um carro. Após roubá-las, ele as abusava sexualmente. Os crimes eram cometidos em bairros da zona sul da Capital, a exemplos dos Bancários, Valentina e Mangabeira. Como sua última vítima residia próxima a casa de Rebecca Cristina Alves Simões, no conjunto Cidade Verde em Mangabeira e ela foi abordada no caminho para o colégio onde Rebecca estudava, a polícia não descarta participação dele na morte da estudante de 15 anos, em julho do ano passado.

A delegada designada em caráter especial para investigar o assassinato de Rebecca Cristina garantiu que vai apurar a suspeita, e que será solicitado o recolhimento de material genético do acusado para confronto com o encontrado no corpo de Rebecca. “Tenho que apurar toda denúncia que chegar, não posso descartar nada. Nunca nos chegou nenhuma denúncia do envolvimento dele na morte dela, mas não vou ignorar nenhum suspeito”, garantiu Ranielle Vasconcelos.

Antecedentes

Segundo o delegado Fábio Pontes, Antônio dos Santos Monteiro Júnior, 34 anos responde a dois processos na justiça por roubo e estupro. Ele foi detido em 12 de setembro de 2011 no bairro de Ernane Sátiro, pelo então comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Souza Neto.

Na ocasião os policiais encontraram anéis, relógios, aparelhos celulares, talões de cheques, cartões de crédito, notebooks, um revólver e uma moto Titan de cor Preta que era utilizada nos assaltos. Seis mulheres reconheceram Antônio como o responsável pelos assaltos que sofreram.

Ele é acusado ainda de estuprar várias mulheres entre os anos de 2010 e 2011 no bairro dos Bancários. Ele abordava as vítimas e as obrigava a entrar no veículo, onde as levava para matagais onde eram estupradas. Depois de cometer os crimes, ele as deixava nas proximidades do local onde as pegava.

Jornal CORREIO


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.