VEREADOR AMARRA O BODE :DAGMANDO ESTILO BADO ,COBRA OBRAS NO TAMBOR


Toda ação corresponde uma reação, se Bado ensaia na 89 FM até agora a única cadeira garantida no programa de rádio ($) para fazer ecoar suas cobranças ao governador, Ricardo Coutinho. Dagmando Lopes (vereador) contra-ataca na 89FM, até agora também única cadeira garantida ($) antes de assumir uma cadeira na câmara.

Dagmando, cobra da prefeita de Cuité as promessas de campanha, desde as remotas de 2008 com ênfase a sustentável e ecologicamente correta da reforma ou construção de um novo “Matadouro Publico”.

Como diz na nossa terrinha, Dagmando amarra o bode e quando solta os deixam livres para subir nas árvores (hipérbole) feito as cabras Marroquinas. Na espera da construção da praça do bairro do Tambor e pavimentações de ruas do bairro de adjacências.  

Dagmando joga as palavras  de igual para igual com Bado, pois Bado cobra do governador a reforma da Escola Vidal de Negreiros, a conclusão do ginásio, a construção do açude do Japi e por ai vai.

Apesar de estarmos no período Natalino, para quem acredita em papai Noel seria bom se os gestores: Ricardo e Euda presenteassem nossa amada Cuité com as obras já projetadas em papel e na multimídia.

Torcemos que as vozes de Bado e Dagmando cheguem às tribunas em defesa da democracia e desenvolvimento, Dagmando na câmara dos vereadores e Bado na Assembleia .Porque se as obras não acontecerem quem vai ‘amarrar o bode’ serão os eleitores. 




Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.