terça-feira, 5 de março de 2013

VISITA DE DILMA, PALMÔMETRO PRA RC



É inegável que a visita de Dilma a Paraíba, foram méritos das circunstancias. Primeiro pela única capital Nordestina administrada pelo PT, segundo a moral do ministro Aguinaldo e por último o bom relacionamento do governador RC que já foi da comitiva da presidente em viagens pelo exterior. O anuncio da fala do governador na primeira passagem de Dilma em João Pessoa, deixou o palmômetro oscilante , o momento foi de aplausos e vaias.

Vaias fazem parte do histórico de gestores políticos , no caso de RC as  medidas duras e algumas necessárias no início do seu governo no estado , fez criar empatia com grande parte do funcionalismo público, assim se mede as vaias. Os aplausos também aconteceram pelas pessoas ligadas à estrutura do governo do estado, natural.

Nem vaias nem aplausos, o que ficou para a Paraíba foram às promessas de parcerias entre governo do estado, prefeitura de João Pessoa e Campina Grande.

A seca foi assunto de pé de orelha, deputados e agropecuaristas conversaram com a presidente, mas tudo ficou para o segundo tempo para a emergência. De concreto ficaram as obras estruturantes como a conclusão da transposição do velho Chico e as obras hídricas do governo do estado que foram pontuadas prazo de conclusão, até 2015.

Para o programa do governo federal , chegar no país de classe média , com índice zero de estrema pobreza serão necessários ações urgente e estruturantes para acabar de uma vez por todas com a seca no nordeste , combater a causa e efeito. Aliar a tecnologia a São Pedro , nas adversidades climáticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.