PROPOSTA DE VEREADOR EM CUITÉ QUER COMBATER A VIOLÊNCIA COM VIOLÊNCIA AO PROPOR FIM DO USO DO CAPACETE


Preocupados com a onda de assaltos por motociclistas e garupas, a ultima sessão na câmara municipal em Cuité deu um tiro no pé. Aprovar uma proposta do presidente da casa, Geraldo Leite onde será encaminhado um pedido às autoridades que desobrigue o “Uso de Capacete na Zona Urbana” tão somente fere a lei de trânsito e ainda por cima pedi que as autoridades constituídas em Cuité, fechem os olhos para as transgressões. Contudo antes de tecer criticas, vai uma dica: 


Que a vereança da casa Manoel Felipe adote uma Lei onde vários municípios já o fizeram: proíbe pessoas adentrarem em estabelecimentos comercias, prédios públicos e postos de combustíveis com o uso de capacetes. Essa é uma alternativa que inibe as ações de meliantes ao disfarce. 

Existem alternativas para coibir a violência, e não querer que se fechem os olhos para lei federal relativo à obrigatoriedade do uso de um equipamento que salva muitas vidas (Capacete). 

A proposta do vereador , Geraldo Leite é que seja desobrigado o uso do capacete na zona urbana, por outro lado a proposta incentiva a maior violência no país “acidentes de trânsito “ muitos já registrados com vitimas fatais em Cuité exatamente sem uso de capacete.

Legisladores não podem oferecer propostas apenas pelo clamor popular ou com pano de fundo eleitoreiro, não se concebe a quem tem atribuições de fazer leis, querer burlar a lei. Pelo menos fica clara a proposta da não obrigatoriedade do uso do capacete. 

Para combater a violência, necessário exigir mais da segurança pública que se aumente o efetivo policial em Cuité e que o departamento de inteligência intensifique diligências para colocar os meliantes nas grades.Não se pode tratar o capacete que salva tantas vidas como uma arma.     

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.