SESSÃO CANCELADA : VEREADORES RECUAM EM FAVOR DO USO DO CAPACETE EM CUITÉ

Imagem do facebook 

Depois da repercussão nas redes sociais sobre a polêmica proposta do vereador, Geraldo Leite (PMDB) onde pedia a proibição do uso de capacete na zona urbana de Cuité, informes chega ao Blog que a sessão especial que tinha como pauta a discussão do tema em tela, marcada para noite desta segunda (06) foi cancelada.  Havia uma articulação da câmara para se fazer um abaixo-assinado, poucas assinaturas também foi um dos motivos, além da falta de comunicação aos poderes constituídos entre eles  o MP (Ministério Público).  

O ato do presidente da casa Manoel Felipe foi bastante infeliz, uma vez que a proposta incitava a transgressão de uma lei federal do código nacional de trânsito, imagine que nesse intervalo   acontecesse  um acidente grave de motocicleta e a vitima sem capacete tivesse traumatismo craniano motivado pelo poder legislativo municipal para  não usar o capacete , isso poderia correr uma ação judicial para quem incentivou o não uso do capacete, o vereador Geraldo Leite apesar de vários mandatos de vereança, neste caso pisou na bola. 

Com capacete sem capacete   onda de delitos  continuam em Cuité. De fato a população está ao” toque de recolher” . O que os vereadores devem fazer é solicitar da segurança pública uma resposta imediata contra os meliantes. Um serviço de inteligência policial que traduza em resposta a sociedade.

Os vereadores devem lutar por políticas públicas inclusivas como o esporte, escola, saúde e moradoria. Esses são os meios de combater a violência com a prevenção. Geraldo Leite deveria solicitar através de requerimento ao governo do estado uma construção de um centro de tratamento a dependentes químicos na região do curimataú paraibano . No  final da tarde foi registrado sequestro relâmpago em Cuité, esses estavam encapuzados e no veículo (celta) , o problema da violência não é o capacete a fumaça é outra. 

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.