PET SHOP : MERCADO PÚBLICO DE CUITÉ TEM SIDO MORADA DE ANIMAIS

Prefiro ficar com a imagem do Mercado Público de Cuité da área que foi reformada, reclames chegam ao Blog que animais (Cães e Gatos) estão tomando conta dos galpões em anexo.  A convivência entre gatos e cachorros é amigável, dividindo espaço para depósito dos cereais e carnes nos dias de segunda-feira.
O perigo é você comprar seu alimento, contaminado com dejetos dos animais (fezes e urinas) além de 1 Kg de Toxoplasmose de gato não vacinado pondo em risco as mulheres grávidas.

A situação vem se agravando nos últimos meses, quando alguns  feirantes chegam para abastecer seus boxes se deparam com fezes e urinas e aquele odor característico que nem bom ar resolve. Acreditamos que a prefeitura não irá deixar o mercado “modelo” entregue as baratas, cães e gatos.  Para os animais somente com emenda do deputado, Manoel Júnior (PMDB) para destinar a construção de um centro de Zoonoses, já que o deputado Efraim Filho só visita o mercado público no período das eleições. 

A situação é preocupante, pois os feirantes perdem a cada dia clientela para os supermercados. Mas há pessoas que prefiram comprar no mercado, apesar de conviver com os problemas de infra estrutura  e limpeza. Os produtos no mercado aparentemente são os melhores, frescos e novos. Para que essa aparência volte à realidade a prefeitura de Cuité deverá fazer um monitoramento dando melhores condições aos equipamentos, bem como lhes oferecer condições do empreendedor municipal.

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.