ANIMAIS SOLTOS : PREFEITURA PAGA 500 MIL , MAS MUITOS ANIMAIS CONTINUAM NAS RUAS

Há muito João Pessoa perdeu seu ar “rural” para se ver em um cenário de acelerado desenvolvimento urbano. Porém, mesmo diante de um crescimento imobiliário vertical, a Capital paraibana ainda vive um clima de “fazenda”, com direito a cavalos soltos nas ruas, bovinos, caprinos e porcos 'passeando' deliberadamente pelas calçadas, muitas vezes revirando lixo.


Como se não bastasse dar um péssimo aspecto à cidade, a presença dos animais perambulando pelas ruas há muito é encarada pelas grandes cidades do país como um problema de saúde pública, já que representa não só um perigo à vida dos animais, mas principalmente à população. Além da possibilidade de colisões com veículos, os bichos podem proliferar doenças graves.

Nesta terça-feira (23), o portal MaisPB teve acesso a um vídeo com flagras de animais soltos pelas ruas. Ao fim, as lentes registraram uma cena revoltante: os maus-tratos a que são submetidos os animais apreendidos na Capital.
Segundo apuramos, a empresa contratada para coletar e cuidar dos animais em João Pessoa é a TransRuffo. Constatamos ainda que a empresa não dispõe de um local adequado para abrigar esses bichos, mas sim de uma granja a 15km do Centro da cidade. Para piorar a situação, os animais sequer dispõem de um alojamento para épocas chuvosas, muito menos são colocados em áreas separadas: vivem ao relento, todos juntos.

Atualmente, o serviço de apreensão e transporte desses animais é realizado por apenas duas equipes da Transruffo, para cobrir mais de 60 localidades da Capital, com apenas um caminhão para cumprir a tarefa.

Gastos - Ainda de acordo com o que investigamos, há tempo a Transruffo vem recebendo dos cofres de João Pessoa. Dados do Sagres apontam que desde 2009 é ela a beneficiária com os recursos pagos, que já se aproximam de meio milhão de reais. Só em 2012, foram mais de R$ 145 mil. Com base nos mesmos registros do Tribunal de contas do Estado, nos quatro primeiros meses de 2013 a empresa já recebeu R$ 51 mil.

Outras localidades – A situação de descaso não é exclusiva de João Pessoa. Pelo que investigamos, em Santa Rita e Bayeux sequer há o serviço, enquanto em Cabedelo o que existe é um convênio entre a Polícia Rodoviária Federal para a coleta de animais apenas na BR-230.

MaisPB
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.