FIM : GREVE DOS CAMINHONEIROS DE TRANSPORTE DE COMBUSTÍVEL GEROU 15 MILHÕES DE PREJUÍZO NA PB

A greve dos Condutores e Empregados das Empresas de Transporte de Combustíveis, Derivados de Petróleo e Produtos Perigosos chegou ao fim no início da manhã deste sábado (27), após a promessa de reuniões com os diretores do Terminal de Armazenamento e o prefeito de Cabedelo, Luceninha (PMDB), contudo o presidente Hermerson Galdino da Silva alertou que o movimento pode voltar.



O prefeito deve se encontrar com a categoria na segunda (29) para resolver questões referentes ao saneamento da área e estacionamento, enquanto a reunião com os diretores do Terminal de armazenamento deve acontecer na terça (30).O presidente destacou a força do movimento e apontou os caminhoneiros como a categoria mais importante do país, ressaltando que dois dias parados geraram um prejuízo de aproximadamente R$ 15 milhões só no terminal, sem contar os postos e várias empresas que ficaram sem combustível. Ele citou também que empresas de ônibus da capital quase ficaram se abastecimento também. “Fomos forçados a tomar essa atitude, fizemos assembleia, mandamos ofício, mas não escutaram”, reclama.Galdino reclamou que os caminhoneiros vêm trabalhando em regime de exploração e acusou o Ministério Público do Trabalho (MPT) juntamente com o sindicato dos motoristas de omissão às questões da categoria. Galdino destacou que os condutores de combustíveis e cargas perigosas, decidiram, por isso, criar um sindicato à parte.

 “Tentamos de todas as formas chamar atenção. As condições são precárias e de extrema urgência. Existem profissionais trabalhando de forma ilegal, sem carteira assinada e transportando cargas perigosas”, reclama e revela que um grande percentual das mortes de caminhoneiros no trânsito são acarretadas pela fadiga devido ao excesso de jornada de trabalho.


Com Tony 
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.