FIM : GREVE DOS CAMINHONEIROS DE TRANSPORTE DE COMBUSTÍVEL GEROU 15 MILHÕES DE PREJUÍZO NA PB

A greve dos Condutores e Empregados das Empresas de Transporte de Combustíveis, Derivados de Petróleo e Produtos Perigosos chegou ao fim no início da manhã deste sábado (27), após a promessa de reuniões com os diretores do Terminal de Armazenamento e o prefeito de Cabedelo, Luceninha (PMDB), contudo o presidente Hermerson Galdino da Silva alertou que o movimento pode voltar.



O prefeito deve se encontrar com a categoria na segunda (29) para resolver questões referentes ao saneamento da área e estacionamento, enquanto a reunião com os diretores do Terminal de armazenamento deve acontecer na terça (30).O presidente destacou a força do movimento e apontou os caminhoneiros como a categoria mais importante do país, ressaltando que dois dias parados geraram um prejuízo de aproximadamente R$ 15 milhões só no terminal, sem contar os postos e várias empresas que ficaram sem combustível. Ele citou também que empresas de ônibus da capital quase ficaram se abastecimento também. “Fomos forçados a tomar essa atitude, fizemos assembleia, mandamos ofício, mas não escutaram”, reclama.Galdino reclamou que os caminhoneiros vêm trabalhando em regime de exploração e acusou o Ministério Público do Trabalho (MPT) juntamente com o sindicato dos motoristas de omissão às questões da categoria. Galdino destacou que os condutores de combustíveis e cargas perigosas, decidiram, por isso, criar um sindicato à parte.

 “Tentamos de todas as formas chamar atenção. As condições são precárias e de extrema urgência. Existem profissionais trabalhando de forma ilegal, sem carteira assinada e transportando cargas perigosas”, reclama e revela que um grande percentual das mortes de caminhoneiros no trânsito são acarretadas pela fadiga devido ao excesso de jornada de trabalho.


Com Tony 
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.