PRIMEIRA DAMA RECEBERÁ TÍTULO DE CIDADÃ PARAIBANA E DETONA DEPUTADOS CONTRÁRIOS

A primeira dama , jornalista Pâmela Bório receberá o título de cidadã paraibana , pela Assembleia Legislativa . Postou no facebook agradecimentos e por não ser votado por unanimidade , disparou contra alguns deputados pela forma que foram  contrário a propositura. O deputado Aníbal Marcolino que se posicionou favorável , apesar de oposicionista ferrenho ao governo , disse : " vamos deixar de picuinhas"  No Instagram a primeira dama postou um banner " Não Mexa com o meu silêncio , se não puder lidar com o meu Barulho"  veja a postagem :


Fiquei alegre e comovida com a notícia de que em breve me tornarei cidadã paraibana. Por ampla maioria dos votos, ontem a honraria foi aprovada na Assembléia do estado. Outro motivo do meu contentamento foi saber os motivos que levaram a esta homenagem e também, pasmem, as alegações da meia dúzia de opositores que, nas minhas costas, fizeram uso da tribuna para me denegrir pensando que, desta forma, iriam ocultar a verdade sobre quem sou, sobre minha história e trabalho.

Também é notório sobre quem não sou. Eu não covarde como eles e por isso preferiria dizer olho-a-olho. Dizer sobre o alívio de não ser equiparada ao ex-ministro José Dirceu, já que divergi das condições para ser homenageada por Anísio Maia (PT), defensor do título ao condenado no mensalão. Dizer que Toinho do Sopão (PTN), quem sempre praticou assistencialismo vicioso com fins políticos, deu um tiro no pé ao falar da reforma da Casa do Artesão, obra parte da minha atuação.

Dizer que me satisfaço em incomodar figuras “santas” como o Frei Anastácio (PT) e Janduhy Carneiro (PEN) – sem comentários. Ou representantes das oligarquias, do clientelismo e do mandonismo, como Gervásio Filho (PMDB), filho do ex-deputado Gervásio Maia, Caio Roberto (PR), filho do ex-senador Wellington Roberto, e Olenka Maranhão (PMDB), sobrinha do “ex-quase-tudo” José Maranhão.

Dizer que é irônico uma senhora como Daniela Ribeiro (PP), que sempre viveu à custa do dinheiro do povo, seja como política ou como filha de políticos, vir falar sobre gastos do governo. Como a deputada também é mestre em distorções de postagens, poderia nos esclarecer sobre uso de verba social para tratamento de saúde da irmãzinha “carente”, ou poderia nos contar os feitos do seu digníssimo avô... Como mulher, me sinto envergonhada em ter como representante este retrato da aristocracia retrógrada.

Considero chacota fazerem uso da tribuna para picuinhas medíocres, enquanto deveriam estar lá para trabalharem pelo povo, pois foi para isso que foram eleitos. Por falar nisso, alguém sabe sobre algum serviço relevante (e concretizado no nosso cotidiano) dos deputados em questão? 

Bom, eu poderia fazer uso da tribuna no dia da solenidade para respondê-los, mesmo aos prováveis ausentes, mas prefiro respeitar o povo e resguardar a data futura de qualquer negatividade. Portanto, aproveito esse espaço para esse compartilhamento de desrespeitos, já que insistem em me polemizar ou atingir tudo o que envolve esta profissional independente que vos escreve. Apartidária, desprovida de qualquer protecionismo e sozinha, eu enfrento aqui essa cambada de exasperados, marionetes da conjuntura política de momento.

Estes mesmos que contestaram, envolveram o meu nome em duas CPIs por pura divergência política ao meu esposo, apesar do fato de todos saberem que a primeira dama não é ordenadora de despesas e que tampouco possui cargo público. E ainda utilizaram essas duas calúnias para tentarem impedir a concessão desse título. Todavia, amargaram mais essa derrota, mas ainda vão ser responsabilizados, diante do Grande Juiz, por cada maledicência, por atingirem um bem sagrado que é a família, um bebê. Assim creio.

Não poderia deixar de agradecer aos 18 deputados que não compactuaram com a anedota dos contrariados acima, até mesmo os da oposição como Raniery Paulino (PMDB) e Aníbal Marcolino (PEN), que foram sensatos, justos. Gostaria de citar cada um, mas tenho de fazer menção à Iraê Lucena (PMDB), Léa Toscano (PSB), João Henrique (DEM), Carlos Dunga (PTB), Antônio Mineral (PSDB) e Lindolfo Pires (DEM), propositor do título, em nome de quem faço um agradecimento especial estendido a todos. 
Por ora, posso ressaltar que, reconhecimentos como este, me motivam a trabalhar mais e melhor pela Paraíba. Aliás, me nutro desse retorno, já que não possuo remuneração, como é de conhecimento comum, pelos serviços prestados ao poder público e ao povo. A valorização da minha conduta e do meu trabalho, seja o jornalístico, seja o da coordenação do PAP, seja como presidente de honra do CENDAC ou através do voluntariado, me instigam a seguir em frente, tendo a consciência como guia, por isso a minha cabeça sempre erguida, voltada para Deus.
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.