NÃO DAR O PEIXE , MAS ENSINE A PESCAR NO PRESÍDIO

Não dar o peixe, mas ensinar a pescar. Esse e o novo projeto da secretaria da Pesca e Aquicultura do Estado e secretaria da Administração Penitenciária no presídio de segurança Máxima em Mangabeira . Os detentos vão passar a produzir o peixe que irão consumir no presídio.  A atividade também irá beneficiar a merenda escolar da rede estadual de ensino. 



“É preciso destacar a importância no processo dos companheiros Wallber Virgolino e a João Rosas (secretário estadual de Administração Penitenciária e diretor do presídio, respectivamente) que nos ofereceram a brilhante ideia, a qual abraçamos de pronto. Sua sensibilidade e senso de cidadania e responsabilidade nos serviram de inspiração para a construção dessa grande iniciativa”, fez questão de destacar, logo no início de suas explicações, o secretário de Pesca e Aquicultura, Sales Dantas.

Na primeira etapa do projeto, segundo contou Sales, os prisioneiros dedicaram suor a construir o primeiro tanque de criação na instituição prisional. Em uma segunda fase, concluída nesta quarta-feira (29), foram enviadas pela secretaria cerca de 1 tonelada de ração de peixe para o local, onde permanece armazenada.

“A próxima etapa será a mais importante do projeto: ensinar os detentos a arte da aquicultura. A ideia não só institui a troca de seu trabalho pelo que vão consumir na sua alimentação, como dá a eles a oportunidade de aprender um novo ofício. Precisamos pensar nossos presos a um longo prazo, pois todos um dia irão sair dali. E quando saírem, o que irão oferecer à sociedade? Precisamos prepará-los para se tornarem potenciais profissionais no futuro, e a piscicultura e aquicultura são ótimas oportunidades”, 


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.