BARRAR O RACISMO : CONMEBOL PRECISA PUNIR TORCEDORES PERUANOS COM PORTÕES FECHADOS

Tinga foi perseguido por provocações racistas no Peru, grande parte da torcida imitavam o som de um macaco, quando o jogador brasileiro tinha a posse da bola. O time brasileiro perdeu o jogo, mas isso ficou em segundo plano, pois foi lamentável o ato de racismo. A Confederação Sul-americana de Futebol deveria punir o time Peruano, no mínimo jogar pelo menos uma partida com portões fechados diante do racismo contra o verdadeiro fair-play.


Os times brasileiros, Flamengo e Cruzeiro em alta altitude não saíram vencedores, o maior problema  para o Cruzeiro não foi a altitude e sim a atitude vergonhosa dos torcedores do time Peruano . A Conmebol também lamentou o incidente em Huancayo, através da rede social oficial da Libertadores da América: “Sobre o tema de racismo em Real Garcilaso e Cruzeiro. A Confederação Sul-americana analisará o tema e possíveis sanções pertinentes. Pedimos tranquilidade aos torcedores do Cruzeiro. Sabemos que é repudiante”.

E o pior é que o mau exemplo vem da imprensa esportiva. Como grande parte da população equatoriana é negra,  e sempre quando joga no Peru  diários peruanos se referem à seleção do país vizinho como “monos”, macacos em espanhol.


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.