TCU APONTA POLÍTICA DO PÃO E CIRCO EM PICUÍ

O Pão e Circo com direito a recheio de Carne de Sol  , pode tirar o pré candidato a deputado Buba Germano da disputa do pleito eleitoral e a deputada Gilma voltar a disputar uma cadeira na ALPB , segundo matéria veiculada no JPonline o Tribunal de Contas da União (TCU) constatou indícios de irregularidades na contratação de bandas por parte da prefeitura de Picuí. A contratação se deu por meio  de inexigibilidade de licitação, com base em cartas de exclusividade.


"As cartas de exclusividade apresentadas, com especificação de dias e local dos shows, não cumprem a orientação deste Tribunal, expedida diretamente ao Ministério do Turismo, no sentido de que o contrato de exclusividade difere da autorização que confere exclusividade apenas para os dias correspondentes à apresentação dos artistas e que é restrita à localidade do evento", afirmou o relator do processo, ministro Valmir Campelo.

Os artistas foram contratados para o VII Festival da Carne de Sol, realizado em 2008. Para fazer o evento a prefeitura assinou convênio com o Ministério do Turismo, no valor de R$ 200 mil. A contrapartida do município foi de R$ 35.700,00.

Os recursos foram usados para a contratação das bandas Caviar com Rapadura (R$ 15 mil), Forro Mela Pinto (R$ 15 mil), Garota Safada (R$ 30 mil), Aviões do Forró (R$ 80 mil), Fogo na Roupa (R$ 15 mil), além dos cantores Waldonys (R$ 15 mil) e Dominguinhos (R$ 30 mil), mídias em rádios e tvs (R$ 14.700,00) e cobertura jornalística, com flash ao vivo, durante o evento (R$ 21 mil).

Segundo a justificativa do então prefeito Rubens Germano, houve atraso na liberação dos recursos do Ministério do Turismo, o que ocasionou a realização de inexigibilidade de licitação com previsão de pagamento com recursos próprios.

O TCU determinou ao Ministério do Turismo que adote as providências com vistas à apresentação e análise da prestação de contas referente ao convênio.




Clikpicuí/JPonline
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.