SUSTENTABILIDADE : A FESTA DO MINÉRIO EM PICUÍ

O município de Picuí poderá ganhar mais um evento no calendário cultural. Festa do Minério, se o prefeito Acácio acatar a ideia do técnico em mineração Antonio de Pádua Sobrinho e Fabiana Agra. A proposta ganhou adeptos nas redes sociais, na “Festa do Minério” a beleza dos recursos minerais  e do povo do curimataú e seridó vale ouro. 


A proposta não é apenas de festas, baladas e shows o evento atraia um turismo diferenciado o “geoturista” através de exposições dos recursos minerais, e apreciar a beleza das cavas formadas pela lavra de quartzo, feldspato, muscovita, berilo, tantalita, etc. entender um pouco do comércio do artesanato mineral e gemas, compreender  o processo  de extração e comercialização dos minérios, que  até hoje tem um peso marcante na economia interna e no desenvolvimento socioeconômico da população local.  Antonio de Pádua acrescenta “ os    sítios arqueológicos, ricos em arte rupestre, que  retratam a rica cultura dos antepassados”.

Picui ainda se destaca na química ( segredo) do Picolé Caseiro que ganhou principalmente  a capital paraibana e potiguar  com destaque de empresários bem sucedidos na atividade que também  gera emprego e renda. A fama da capital da carne de sol do Brasil entrou no cardápio (cultural) e a festa é bastante apreciada. A mineração um motivo real, um marco para credenciar o mandato do atual prefeito e ficar na história ao criar o evento “Festa do Minério” ,assim como Ronaldo Cunha Lima criou o maior São João do Mundo, para tanto é preciso ser visionário! Como os versos do picuiense, Antônio Henriques Neto “Cava túneis colossais Dinamitando cristais Sem de luz ter um lampejo Neste Picuí sertanejo”

A contrapartida do evento poderia colocar em evidencia a necessidade de maior atenção a saúde do trabalhador no garimpo, o governo do estado tem feito parcerias com associações da atividade mineradora da região com novos equipamentos e máquinas, porém projetos como o de Antonio de Pádua “Garimpo Bom Mineração Responsável” entre outros estudos para reduzir os riscos de acidentes e doenças como a silicose que afetam os garimpeiros. 

A “festa do minério” em Picuí contemplaria demais municípios da região que explora a mesma atividade mineral. Transformar a potencialidade mineradora como crescimento econômico de toda região, seria um passo para valorizar o comercio local com a exportação de resultado com a sustentabilidade longe do homem predador, quiçá a valorização do pequeno minerador ou garimpeiro em meio ao atravessador. A historiadora, Fabiana Agra destaca a necessidade do resgate da festa do picolé não o de manga de João Pesssoa, mas o de muitos sabores de Picuí, e não ficar apenas ao saborear a “festa da carne de sol”, mas fazer justiça a maior riqueza da região com a valorização da terra do minério que já tem data comemorativa conforme lei municipal 1.377 de autoria da vereadora Roseli Alves, sancionada pelo executivo em 29 de Abril de 2009.

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.