PAIXÃO DE CRISTO EM CUITÉ É RESSUSCITADA

A paixão de Cristo em Cuité nos dias 17 e 18 de Abril , no maior Teatro ao Ar Livre na Paraíba no horto Olha D´água da Bica (CampusUFCG) poderá ressuscitar o debate sobre a cor de Jesus, onde alguns estudos dizem que “ele não era assim”.  Para mim papai Noel é o que é branco, a imagem de Jesus Cristo é como eu aprendi desde que vi pela primeira vez num calendário na parede da casa onde residi na Rua 25 de Janeiro em Cuité. Contudo não há problema algum se nós voltarmos para estudos de alguns historiadores , quando dizem que Jesus tinha a pela morena , e daí seriamos racistas...


Com relação à cor da pele de Jesus lembrou alguns bons momentos da nossa paraibana mais polemica do tele jornalismo brasileiro Rachel Sheherazade, a musa da direita evangélica. Porque há historiadores, hoje, de que, como JC era um judeu do Oriente Médio de dois mil anos atrás, ele tinha, provavelmente, cor escura.

O que muda se a Paixão de Cristo em Cuité, o JC fosse de pele morena? Nada. Deveria?

Em 2001, a BBC produziu um documentário chamado “Filho de Deus”, baseado na descoberta, na Palestina, de um crânio do século I. O estudioso do Novo Testamento Mark Goodacre foi o responsável pelas pesquisas a respeito da aparência do cabelo e da cor da pele daquela pessoa.

Segundo estudos e no artigo de Goodacre “As representações artísticas ao longo dos séculos têm uma variação total de Jesus e nenhuma é acurada. Há uma referência em Paulo que diz que é vergonhoso para um homem usar cabelo comprido, de modo que parece quase certo que as pessoas desse período tinham de ter cabelo razoavelmente curto. As representações tradicionais de Jesus com uma longa cabeleira dourada são completamente imprecisas”. Diz ele.

A BBC de Londres fez uma matéria sobre a reconstituição de historiadores, segundo a matéria com o passar dos séculos, surgiu à imagem de JC como um europeu típico. Leonardo da Vinci e Michelangelo consagraram uma figura atlética e vencedora, coerente com o tempo em que igreja conquistava o mundo. Em 1941, o artista Warner Sallman pintou JC como um legítimo americano.

As descobertas da equipe do professor Goodacre, que resultaram num “retrato falado”, foram ignoradas pela igreja católica. No Brasil, qualquer minissérie sobre JC feita pela TV Record tem um ator branco no papel principal — o que é compreensível num país em que não há protagonista negro. 

Uma coisa é certa: se o Jesus na Paixão de Cristo em Cuité, fosse representado por um artista de cor negra, certamente seria criticado ao iniciar pela Igreja Católica.

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. A igreja Católica é a maior preconceituosa do mundo, vocês já notaram quantos lideres negros tem a denominação. E, na história o racismo E a escravidao começaram com a igreja Católica alegando que os negros não tinha alma. A Bíblia não fala da beleza externa de Cristo e sim da interna. Essa ideia de que Cristo era branco, penso que foi criada por pessoas racistas. Deus não criou raças humanas e sim humanos.

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre esta publicação.