quarta-feira, 16 de abril de 2014

VERGONHA PRESIDENTE DA FAMUP TOTA GUEDES PODERÁ SER PROCESSADO POR NÃO APLICAR RECURSOS NA EDUCAÇÃO


O presidente da FAMUP, Tota Geuedes   ex prefeito de Pedra Lavrada no Curimataú paraibano poderá  ser   processado por improbidade administrativa, que exemplo  a Federação Paraibana dos Municípios (FAMUP)  nessa gestão  pode exigir ou recomendar  as demais prefeituras, pois quando prefeito não atendeu o preceito constitucional no que diz respeito à aplicação de recursos na área de educação. Na Paraíba são 25 prefeituras ajuizadas junto ao Caop da Educação /centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da educação. 

Na região do Curimataú a única prefeituras relacionada é Pedra Lavrada, as demais regiões estão Barra de São Miguel, Cabedelo, Catingueira, Catolé do Rocha, Cruz dos Espirito Santo, Curral de Cima, Imaculada, Ingá, Juru, Livramento, Marcação, Marizópolis, Monte Horebe,  Pedras de Fogo, Pilar, Pitimbu, Queimadas, Riachão do Barcamarte, Riacho dos Cavalos, São José do Ramos, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sapé, Serra Branca, Serra Grande.  

Esse municípios paraibanos que tiveram suas contas de 2010 e 2011 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) serão alvos de ações civis públicas (ACPs) por descumprirem preceito constitucional e não aplicarem o mínimo obrigatório de 25% dos seus recursos na educação. As ações serão ajuizadas no próximo dia 28 de abril, 'Dia Internacional da Educação'.


“Os prefeitos vão ser responsabilizados por atos de improbidade administrativa e, com a condenação, serão várias consequências, entre elas a suspensão dos seus direitos políticos, que pode chegar a oito anos”, avisa o promotor Clístenes Bezerra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.