PRESIDENTE DA CAGEPA FALA SOBRE COLAPSO HÍDRICO EM CUITÉ, ESGOTAMENTOS SANITÁRIOS EM CUITÉ E COMUNIDADE SÃO LUIZ NO BESSA

Em uma reunião bastante proveitosa na manhã desta sexta-feira (09) com o presidente da CAGEPA, Deusdete Queiroga foi encaminhado por este signatário  várias demandas de João Pessoa e Cuité, entre elas o Esgotamento sanitário de Cuité e da Comunidade São Luiz no bairro do Bessa.



ESGOTAMENTO SANITÁRIO X GOVERNADOR TATU

O presidente da CAGEPA, disse que irá colocar em pauta para equipe técnica do órgão o projeto do Esgotamento Sanitário de Cuité, lembrando que os recursos para as obras são do governo federal.  Na ocasião destaquei que o município de Cuité é a única cidade do Curimataú com projeto de execução de “esgotamento Sanitário” pronto e já enviado pela prefeitura municipal de Cuité para a CAGEPA.

O projeto de Esgotamento Sanitário, que já foi ensaiado em algumas ruas na época do governo de Cássio, só que ficou apenas nos buracos o que atribui ao senador o apelido de Governador Tatu, só cava buraco.   Deusdete afirmou que iria rever o projeto e atualizá-lo para que o projeto seja selecionado.

ESGOTAMENTO DA COMUNIDADE SÃO LUIZ NO BESSA

Frisei ao Presidente da CAGEPA que parte da rua principal da comunidade ribeirinha São Luiz no Bessa existe uma tubulação de esgoto, não são ligadas as casas e é preciso concluir os serviços de esgotamento na rua principal.

O presidente prontificou a enviar uma equipe técnica na área para se fazer um estudo de viabilidade de uma nova obra. Somente assim a rua poderá ganhar pavimentação e dá dignidade de vida aos moradores daquela comunidade.

COLAPSO HIDRICO EM CUITÉ /NOVA FLORESTA

Como até o momento nenhum agente político intercedeu por Cuité, pelo menos para tentar ouvir e divulgar uma fala do presidente da CAGEPA a respeito da falta d água em Cuité e Nova Floresta.O presidente se mostrou preocupado com o nível d água do Boqueirão do Cais, segundo Deusdete a solução imediata será tomado através de perfurações de poços nas cidades, na próxima semana uma equipe operacional irá para Cuité e Nova Floresta, iniciar estes trabalhos.

O problema é que nossa região fica longe de outros mananciais d água para que fosse levada para Cuité, outra solução, porém em longo prazo é esperado a Ordem de Serviço da construção do Boqueirão do Japi.
Na região de Picuí, que tem caídos algumas chuvas o Açude Várzea está com apenas 18% de sua capacidade e abastece os municípios de Picuí, Frei Martinho e Nova Palmeira.  

CHEIRO DE ODOR DE BARATA NA ÁGUA DE ALGUNS BAIRROS DE JOÃO PESSOA.

O presidente disse que foi um problema dos produtos químicos  e que o já foi sanado o problema, porém analises bacteriológicos e físico químico são realizados diariamente e em várias etapas, o que pode deixar a população tranqüila enquanto ao consumo.   


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Está tudo errado! Esse povo sabe muito bem que área urbana de Cuité pode até cavar poços, mais não dura por muito tempo, pois, o solo é pobre de rocha para assegurar água limpa. O ideal é cavar poços dentro do próprio açude do Cais. A CAGEPA poderia também ter evitado a falta, pois deixou o povo gastar água à vontade, e ela mesma contribuiu para o colapso, muitas das vezes vimos canos estourados pelas ruas por longos períodos. E cadê esse açude do Japi que não sai do papel?

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre esta publicação.