SECRETÁRIO DE FINANÇAS , TÁRCIO PESSOA INSINUA QUE CÁSSIO DEU CALOTE EM NÃO PAGAR PRECATÓRIOS

Conexão Master entrevistou na noite da segunda-feira (05) o novo secretário de Finanças do Estado, Tárcio Pessoa. O secretário deu um passeio nos números obtidos pelo governo do estado, sobre capacidade de endividamento do estado , a politica econômica do Tesouro Estadual consolidada  e deu o Tom da Campanha de 2014, onde o governo chama para si a “comparação” entre governos. Tárcio alfinetou o senador Cássio, insinuou categoricamente  que nos últimos anos não se pagava nem os precatórios e ainda inspirado na letra de Zé Ramalho “Da Sagrada Escritura dos Violeiros” Cássio foi o fel na administração do estado e Ricardo mesmo pegando este fel, transformou em mel. 

Tárcio Pessoa trouxe informações matemáticas para o debate, como um barril de pólvora detonou Cássio e governos de outrora, “Nunca se pagou precatórios na história como o governo de Ricardo Coutinho”. Provocado pela bancada jornalística, para onde esse dinheiro estava indo? disse  Investimentos errados, enfim CALOTE. Segundo o secretário, foram 253 milhões de precatórios pagos por este governo do estado, em média 11 milhões ao mês onde se diminui a divida liquida consolidada. 

Sobre o ponto mais criticado no meio político, o funcionalismo público estadual; O secretário disse que o governo se enquadra dentro do limite prudencial da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) na última década o governo de Ricardo foi o que mais nomeou concursados, criou data base e se deu aumento que em outros governos se passou toda uma gestão sem dá um centavo de aumento. Na verdade o governo de RC paga em dia, diferente do governo de Cássio que teve que obrigar o funcionalismo fazer empréstimo em rede bancária para perceber salários e pagamento da folha fora do mês trabalhado.  

“A maior promoção funcional da policia militar foi feita pelo governo de Ricardo e ainda nomeou 10 mil servidores concursados sendo o maior percentual nos últimos 20 anos, avanços na educação respeitando o piso nacional e além de pagar o 13° acrescentou através de metas o 14° e 15° salários na rede de ensino, injetando na economia pelo menos 25 milhões” disse Tárcio

Sobre um vídeo e especulações que circulam nas redes sociais, sobre o possível fechamento da UEPB, o secretário chamou de irresponsáveis aqueles que falam sem o conhecimento dos verdadeiros números, estão criando um terrorismo. Segundo ele, o governo do estado repassa o duodécimo dentro da legalidade, o que deixou pensar que estão gastando mal ou muito mal. Dentro da receita e despesa, temos que equilibrar as contas senão qualquer montante financeiro nunca será equalizado. Ainda sobre a UEPB, Tárcio classificou como sendo dá maior importância e o estado tem investido ¼ (um quarto) na educação, só perde para repasses para ALPB e investimentos em novas escolas técnicas estaduais. 

Para o secretário de Finanças, a Paraíba tem recuperado a auto-estima e poder de investimento para acabar com esse “complexo de vira lata” a Paraíba tem pensado grande e com responsabilidade no governo de Ricardo. “Não podemos ficar na concentração do PIB na ordem de 85% somente em João Pessoa e Campina Grande” disse Tárcio .

A economia do interior tem que ser retomada, criando alternativas como, por exemplo, na sua região do Curimataú e seridó paraibano, não somente explorar a matéria prima na região mineradora e sim qualificar o trabalho do homem e valorizar o bem na ponta. Consolidar a matriz econômica de acordo com suas potencialidades que estão adormecidas e exemplificou a região da serra do Bombocadinho em Cuité, onde se deveria beneficiar a polpa da manga, caju e jaca. Na região da mata acrescentou que o salto na economia ficará na historia com o advento da FIAT em Pernambuco, divisa com a Paraíba. 


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.