A " URGÊNCIA GAY" DE CUNHA ESTÁ PEGANDO MAL

Este blog não diferencia as pessoas pelo sexo ou por sua orientação sexual, nem faz do sexismo bandeira política.


Isso é um problema de cada um. Ou, melhor ainda, não devia ser um problema para ninguém.

Mas está pegando mal a “urgência gay” que Eduardo Cunha está mostrando na presidência da Câmara.

Isso já havia sido observado, dias atrás, pelo Kiko Nogueira, no Diário do Centro do Mundo.

Hoje, o deputado, segundo a Folha, mandou dar urgência ao projeto que proíbe a adoção de crianças por casais do mesmo sexo e o que cria o ridículo “Dia do Orgulho Hétero”.

Francamente, né, seu Cunha, será que o senhor está com algum problema neste assunto?

Com tanta coisa essencial para ser tratada na Câmara e a prioridade é para isso?

Vai proibir também também que o pessoal faça os “Blocos das Piranhas” no Carnaval?

Já imaginou um bando de marmanjos desfilando no “Dia do Orgulho Hétero” fantasiado de… homens?

O senhor vai de Braddock e o Jair Bolsonaro de Rambo?

A sociedade brasileira foi evoluindo muito sem que essa turma do sexismo desenfreado crie este tipo de confronto imbecil, que só abre fossos entre as pessoas.

Cada vez mais as famílias e os grupos sociais aprendem a conviver com as diferenças e cada vez mais a opinião pública condena que isso seja tratado na base da agressão – física e moral -, sem que seja preciso nenhum energúmeno fazer campanhas para ser ou não ser gay, como se isso fosse uma escolha, como ser Flamengo ou Vasco.

Mas, agindo deste jeito à frente da Câmara, fica a impressão de que o senhor Eduardo Cunha “só pensa naquilo”!

Depois não reclame se caírem na ironia com o senhor, depois deste implante capilar com que o senhor se embelezou, cantando, nestes dias de Carnaval, aquela marchinha antiga, dos anos 60:

“Olha a cabeleira do Zezé, será que ele é, será que ele é…”

Isso se não acharem rimas menos, digamos, louváveis.

Fonte: Tijolaço
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.