BR 104 - MAIS UM ACIDENTE NA PONTE DO RIO PIABA

Mais um acidente  foi registrado em menos de duas semanas  na ponte do Rio Piaba , BR 104 próximo a Remígio  com acesso as regiões do Curimataú e  Seridó Paraibano . Na  incompetência da gestão do DNIT  deixa a população em risco. A ponte está interditada por  mais de 1 ano , o desvio sem infraestrutura e pouco sinalização  principalmente a noite  tem causados acidentes de motos e carros.


Na redes sociais foi criado um movimento “ S.O.S Ponte do Rio Piaba “ desde o mês de Fevereiro de 2015 , várias  reuniões no DNIT e abaixo-assinado foram encaminhados a Presidente Dilma onde o gabinete da Presidência ,  respondeu que enviou ao Ministério dos Transportes e até agora  ponte se encontra interditada .

Depois de várias idas ao DNIT na capital , inclusive com agentes políticos e ativista político da região o novo superintendente do órgão afirmou que em até 20 dias a contar do dia 9 de Junho segundo repassou a assessoria de comunicação do DNIT que agora conta com novo superintendente que agendou para próxima semana receber membros do movimento.

No página oficial do Facebook  “ S. O. S Ponte do Rio Piaba “ está o projeto do desvio que será feito em asfalto já que o projeto de reforma da Ponte ainda se encontra em análise técnico, só Deus sabe quando será concluído.

Isso é  Brasil , se fosse no Japão em 1 dia essa ponte já tinha sido reformada. Segundo só foi possível aprovar o projeto do desvio em caráter de urgência com dispensa de Licitação , porque nosso movimento tem feito reivindicações em nome da população.



Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.