CURIMATAÚ - CUITÉ TEM O TRÂNSITO MAIS VIOLENTO DA REGIÃO

O trânsito é mais que um espaço físico, é o espaço da cidadania. Convivemos em uma relação paritária, onde todos são iguais perante a lei.
O que ocorre é que essa relação torna-se conflituosa, devido o rompimento dos limites impostos pela legislação onde não se cumpre \ a lei  , como é o caso de Cuité onde o trânsito é municipalizado e não se fiscaliza  o uso obrigatório do Capacete.

Lamentavelmente o município de Cuité lidera o número de acidentes de trânsito no Curimataú paraibano  , segundo aponta o gráfico .  O Centro de Ensino Técnico em Saúde (CETES) também pode constatar isso  através de pesquisa em campo nas cidades de Cuité, Picuí e Nova Floresta.


 No Brasil cerca de 2 milhões de pessoas morrem por ano, vítimas da violência no trânsito e o número de feridos são ainda mais alarmantes. Considerando que o “comportamento e segurança dos usuários” e o “excesso de velocidade” relacionada a dirigir depois de ingerido bebida alcoólica entres outras imprudências 

Na região do curimataú paraibano, se criou pelas redes sociais os Amigos do Trânsito do Curimataú (ATC) que  pretende dar seguimento a última palestra realizada pelo CETES em Cuité.  

A ideia é fazer campanhas educativas para ajudar a reduzir a violência no trânsito na região do Curimataú através de ações da sociedade civil organizada em parceria com DETRAN, Operação Lei Seca , BPTRAN-PB , Ministério Público, Governos municipais, estadual e federal. 


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.