MOBILIDADE URBANA- CUITÉ PODERÁ PERDER RECURSOS POR NÃO ATENDER LEI 12.587/12

Cuité ficou de fora do Plano de Mobilidade Urbana de acordo com a Lei 12.587/12 que regulamenta e obriga a apresentação do plano até o mês de Abril para as cidades com mais de 20 mil habitantes. 


A ONG Educar para o Trânsito Educar para Vida (ETEV) cita que das 32 cidades na Paraíba que obrigatoriamente deveriam ter implantado “Planos de Mobilidade Urbana”, 96%, isto é, 31 municípios ainda não cumpriram essa exigência em destaque para Cuité citada como a única pela ONG na Região do Curimataú, sem plano.  

O prazo definido pela lei foi de três anos. O não cumprimento acarretará no impedimento que esses municípios recebam recursos orçamentários federais destinados à mobilidade urbana, até que regularizem sua situação, ou seja, apresentem o plano de mobilidade.

Não cumpriram a exigência os municípios de João Pessoa, Santa Rita, Patos, Bayeux, Sousa, Cabedelo, Guarabira, Sapé, Mamanguape, Pombal, São Bento, Esperança, Catolé do Rocha, Alagoa Grande, Pedras de Fogo, Lagoa Seca, Solânea, Itabaiana, Rio Tinto, Areia, Conde, Princesa Isabel, Bananeiras, Mari, Caaporã, Cuité e Alagoa Nova.

 No dia 14 de Julho, próxima terça-feira (14) a partir das 19 Horas no Teatro Municipal de Cuité o ATC-Amigos do Trânsito do Curimataú, através do CETES do Curso de Técnico de Segurança do Trabalho realizarão uma Palestra sobre o Trânsito, onde será ministrada pelo Capitão Styveson Valentim coordenador da Lei seca do Estado do Rio Grande do Norte. 

Não podemos ficar na inércia , muito se tem que cobrar dos gestores para que invistam em educação de trânsito e infra estrutura. O Trânsito de Cuité é municipalizado , a prefeitura tem que fazer sua parte por obrigação. O trânsito violento matou mais de 8 mil pessoas na Paraíba nos últimos 10 anos , mortes por acidentes de trânsito aumentaram em 22,8% nos anos de 2011 e 2012 , mostrou a ONG ETEV.


.

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.