SINDOJUS-PB PEDE REMUNERAÇÃO PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA SOBRECARREGADOS EM MUTIRÕES

O presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba (Sindojus-PB), Benedito Fonseca, com a proximidade da realização de um “Mutirão da Violência Doméstica”, que deverá acontecer no mês de agosto nas comarcas de Campina Grande e João Pessoa, chama atenção da categoria para o excesso de trabalho que o evento ocasionará a já atribulada jornada de trabalho dos Oficiais de Justiça, das respectivas Comarcas.


O Sindicato lembra que é totalmente contrário à ideia, uma vez que tais realizações são apenas medidas paliativas na seara judiciária em termos de celeridade e eficácia processual e que, por si só, contradizem seus efeitos. Benedito Fonsêca afirma que cobrará do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) a remuneração pelo excesso de trabalho.

“Como a realização é inevitável em se tratando de ser uma propaganda oficial do Tribunal de Justiça. Nosso posicionamento é pela cobrança de que os Oficiais, já sobrecarregados de mandados, sejam remunerados pelo excesso de trabalho. O Sindicato também propõe que a contraprestação financeira existente para tais mutirões sejam distribuídas para todos os Oficiais sem formação de grupos específicos”, declarou o presidente.

Para o presidente do Sindojus-PB, a morosidade, a lentidão e a inoperância da Justiça só se resolvem com a realização de Concurso Público e não apenas com paliativos.




Com portal do litoral 

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.