GRAVE DENÚNCIA : MÉDICO DIZ QUE SECRETARIA DE SAÚDE DE CUITÉ USOU O NOME DELE INDEVIDAMENTE

O médico, Dr. Leonardo Duarte abriu a “Caixa de Pandora” na gestão da saúde do município de Cuité ao denunciar na rádio 89 FM Cuité, que por sua surpresa seu nome estava inserido no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde – CNES, no município onde ele ainda não conhecia e no PSF onde ainda não  tinha trabalhado.


A denúncia foi formalizada na Justiça contra a prefeitura de Cuité e secretário de Saúde Senhor Gentil Palmeira Filho.  O médico Dr. Leonardo  Duarte  foi chamado para trabalhar no SAMU inclusive prestou serviço na AÇÃO GLOBAL no dia 30 de Maio  em Cuité, e no PSF do Distrito do Melo  atuou a partir do mês de Junho de 2015, segundo ele ao consultar o CNES foi pego de surpresa com seu nome incluído no PSF desde o mês de Maio de 2015. 

Isto posto,  cabe ao Ministério Público fiscalizar  o que é evidente que se trata de um profissional que sequer trabalhou no  PSF antes do mês de Junho. Fato este que pode caracterizar fraude no Sistema Único de Saúde e lesão ao direito indisponível do cidadão, em que o município Cadastrou um profissional que sequer trabalhou efetivamente no mês em tela e  o pior sem o seu consentimento, a bem da verdade médico Dr. Leonardo não poderia se calar e ao procurar a justiça no município de Cuité denunciou suposta fraude o que será apurado pela justiça e os responsáveis poderão ser condenados por improbidade administrativa. 

Deste feito, é possível constatar irregularidades pela "falsa informação " ou " informação indevida" de Profissional, que às vezes sequer sabem se seu registro está sendo usados de forma indevida, apenas para manter recursos repassados pelo Governo Federal. A denúncia do médico é grave e deixa uma pulga atrás da orelha e se esta tem sido a prática da gestão?

Não obstante a isto, a Prática de Fraude caracterizada pela Falsa Informação ou Uso Indevido de Informações, Haja Vista que a não Prestação de Serviço de Profissionais Cadastrados no CNES, também reveste requisitos de suposto crime de EMPREGO IRREGULAR DE VERBAS OU RENDAS PÚBLICAS.

Na entrevista do médico concedida a Rádio 89 FM, através do programa “Um Novo Tempo” foi bastante esclarecedora, ele ainda acrescentou que para receber seus salários atrasados tentou de todas as formas amigáveis, e somente na sexta-feira(28) ao chegar ao município foi informado que havia sido efetuado o depósito , porém não ainda  compensado em sua conta. 

Cumpre destacar que situação semelhante foi denunciada no Fantástico em 01/03/2015, exibindo a situação de abandono nos postos de saúde no Brasil, mostrando a falta de médico nas unidades mesmo existindo no CNES. Em Cuité o caso em tela foi mais grave usaram o nome antes mesmo do médico prestar serviço.

Sobre os salários em atrasos o médico Dr. Leonardo lamentou  que a prática recorrente com muitos funcionários do município, se solidarizou com os funcionários que ficam entre dois a três meses sem receber seus salários em dia. 

O médico afirmou que ainda usou uma página de médicos nas redes sociais para expressar sua revolta, e em contato por telefone com o secretário Gentil Filho que não o recebia pessoalmente, se sentiu  intimidado quando o secretário disse que iria falar com todos os Secretários de Saúde do Estado da Paraíba, como é era a conduta do médico. De pronto ele disse: Pode falar que depois mando uma carta para cada um dos prefeitos que trabalho para receber e que serviço voluntário já faço em uma instituição no Recife. 


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.