CUITÉ- DOR DE CABEÇA PARA BADO , PRÉ CANDIDATOS TESTADOS AINDA NÃO EMPLACARAM

Com a adesão de Fabiano Valério, Bado saiu menor. Bem diferente se pode avaliar da adesão de Eliú Pessoa para Charles que saiu Maior. Contrariando prognósticos, o resultado das eleições municipais de 2016 em modo geral mostrará a incapacidade de prefeitos transferirem votos suficientes de elegerem “ candidatos-postes” ou outro político desprovidos de luz própria.


Não se engane, todo eleitor até mesmo daquela zona rural mais equidistante está informado, conectado com o mundo através dos aplicativos e redes sociais. A maioria do eleitorado não será subestimada como antes, quem aparecer com proposta de renovação e passar credibilidade largarão na frente. 

Na política não se deve agir com emoção ou até mesmo com o pronome “eu”. Efetivamente foi o que aconteceu com  um Bay Bay antecipado a Eliú e Aristóteles Pessoa, que se diga de passagem homens probos e de caráter ilibados. No discurso bastante “infeliz” o recém chegado pré candidato da prefeita atropelou quem estava naturalmente na vez  sem antes exaurir conversas  e ainda tentou  podar “Tota e Eliú” da árvore genealógica dos Furtados.    

Mesmo com capital político incontestável, Bado Venâncio não aprendeu a dá Adeus a ninguém na política. Neste caminho está Charles de braços abertos dando “ vem vem” para voar. 

A maior dor de cabeça da situação em emplacar candidatos foi em abraçar um nome querendo segurar o crescimento de Charles que ainda é detentor de mandato parlamentar, inegavelmente com grande atuação em Cuité. 

O crescimento de Charles vem desde os carnavais, vou ser mais especifico desde a derrota de Tárcio Pessoa em 2012,  Charles não arredou os pés de Cuité . Enfrentou adversidades e se fez primeiro suplente de deputado pelo apoio  popular.

Outra dor de cabeça da situação é saber que Charles já foi votado dentro do PMDB, essa situação nunca foi vista , aliás, quebrou paradigmas onde se colocou além da disputa de grupos políticos em Cuité , resultado disso são as manifestações em seu favor por pessoas reféns a gestão . 

 Pelo mandato atuante que vem tendo e com perspectiva de se manter mais tempo na AL basta o deputado trabalhar a repetição do voto, essa possibilidade aumentou e se credenciou com a vinda de Eliú e Tota Pessoa. 

Por causa de uma “ carta aberta” o pré candidato da prefeita  se isolou do povo por muito tempo, baixou a cabeça por ter sido preterido e não criou luz própria ao ponto de ser independente politicamente na cidade. 

É imatura a crença de que um prefeito ou certas lideranças políticas elegem até um poste, prova disso são os nomes até agora testados pelo grupo da situação em Cuité não ter alavancado.  Os prefeitos têm possibilidades de transferir votos, mas nem sempre isso acontece quando se vêm de uma reeleição onde candidato opositor se antecipa e se coloca como alternativa para o povo nos momentos mais difíceis.


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.