CURIMATAÚ PRECISA DE UMA OPERAÇÃO PARA REDUZIR OS ASSALTOS

Enquanto o Brasil não investir mais na Educação, professores perceber salários acima de qualquer categoria não irá avançar na segurança pública. Pode contratar mais efetivo policial, mais médico para  assinar óbitos e coveiro para enterrar.

Um país que não produz a pasta de cocaína, mas é um dos maiores consumidores e para abastecer esse “mercado” o cidadão de bem paga um preço alto com o aumento de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) e Patrimoniais os chamados CVP.  

Na região do curimataú até pouco tempo o aparato policial era “suficiente” para resolver a demanda da mancha criminal, tudo sob controle. O comandante do 9° BPM Ten Cel. Afonso Galvão e Delegado Durval receberam vários títulos de cidadãos em vários municípios pelos excelentes serviços prestados.  

Até pouco tempo, em Julho de 2015 o 9° BPM e 13ª Delegacia apresentaram a maior redução de crimes no primeiro semestre do ano na Paraíba o que mais uma vez receberam o Prêmio Paraíba Unida Pela Paz (PUPP). 

O município de Nova Floresta era o que apresentava o maior número de violência e foi reduzido porque a policia começou a ocupar espaço. Acontece que uma “onda” de assaltos tem sido constante na região. 

É fundamental intensificar o trabalho da policia preventiva, a participação dos pais que estão cada vez mais ausentes do convívio dos seus filhos, o consuma de drogas aumentaram nas escolas.   A população também é fator principal nas denuncias que são totalmente sigilosas, assim contribuiremos para reduzir as ações dos meliantes.     

No dia 12 de Novembro , a vereadora Rafaela  usou a Tribuna da Casa Manoel Felipe em Cuité  , para externar a preocupação da população e solicitou uma  "Audiência Pública" para discutir a Segurança Pública, bom seria que essa audiência fosse regional com a participação dos demais parlamentos  , uma vez que os meliantes quando atuam muitos são de cidades circunvizinhas.  

O helicóptero da secretaria de Segurança e Defesa Social  que já passou pela região para fazer o reconhecimento da área , deveria sobrevoar mais uma vez para reconhecer os bandidos. 


É preciso que o poder público faça sua parte, a prefeitura com a Guarda Municipal presente nas Praças contribuindo com a prevenção da violência, locais estratégicos monitorados e ruas mais iluminadas.

 Outra violência que mais acontece na região do Curimataú é no trânsito este tem ceifado muito mais vidas do que os homicídios e a própria população assiste os acidentes dia a dia como se não fosse com ele.


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.