DEPOIS DE PODAS EM CUITÉ , SECRETÁRIA NÃO PLANTOU UM PÉ DE COENTRO .

A exatamente 06( seis) meses a pasta de infraestrutura de Cuité  promoveu um   verdadeiro massacre  em  árvores em vias públicas. Depois de lá com clima seco, até mesmo as mais resistentes e exóticas sofrem para se recuperar (brotar galhos e folhas) a ação ficou conhecida por  Operação Mãos de Tesoura. 

A própria secretária foi a um programa de rádio, explicar o inexplicável das podas drásticas e depois não plantou nenhum "pé de coentro "  para recompor o verde na cidade .  O fato chamou a atenção da população, pela forma que a poda foi feita. Algumas árvores receberam uma “malha preta” como símbolo de luto.    

O ataque se repetiu em duas praças, numa delas a sombra abrigava “feirantes”.  Outras podas também se deram em algumas árvores em prédios públicos em um deles foram replantadas mudas de árvores para recompensar.  Na verdade árvores  do popular  fícus ( fícus benjamine  ) não são recomendadas para ser plantadas fora de jarros , portanto deveriam e devem ser retiradas gradativamente e substituídas por  outra  da  espécie  da “mata atlântica” , essa ação pode ser feita em época de inverno, nunca no verão. 

Essa prática da gestão municipal é reprovável, está abrindo mão de muita sombra, de muitos galhos de árvores, os quais, quanto mais em quantidade, mais significam oxigênio para a atmosfera e mais absorção de gás carbônico. 

Outro que fez critica recente para a prefeitura , sobre este mesmo assunto foi o professor Kleiton Sousa, que trabalha a questão ambiental no espaço escolar.  Segundo ele ofereceu por diversas vezes a gestão municipal adotasse o projeto “Nossa Escola Sustentável” que é desenvolvido em uma escola estadual em Cuité, com subprojetos entre eles” Repensando o Bioma Caatinga”, mas a prefeitura  municipal não deu à mínima. 


Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.