RESPOSTA - POLICIAS CIVIL E MILITAR ACABARAM COM O GRUPO NO ' WHATS" CUITÉ E NOVA FLORESTA

Uma operação desencadeada pelas policiais civil e militar denominada de “Zap Zap” na região do Curimataú prendeu e apreendeu meliantes que usavam as redes sociais para exibir armas, dinheiro e produtos de roubos. 

Foram cinco presos, entre eles, dois adolescentes que foram “liberados”, essa é a Lei que incentiva o menor infrator a voltar à delinquência no mesmo dia.  Muitos deles viciados em drogas e o Governo Federal não faz nada para cortar o mal pela raiz, por começar a fechar nossas fronteiras para combater o narcotráfico, para depois reduzir a desigualdade social que é outro fator que gera violência. 


Agora apareceu a “Síndrome do Opositor” que leva crianças à criminalidade, estudos revelam que ela convive em ambiente marginalizado tem três vezes mais chances de se tornar delinquente. 

 E o que se faz para resolver essa situação, começa pela educação. Pois bem aumentaram o número de escolas de tempo integral, porém aumentaram muito mais o consumo de drogas. 

A detenção desses jovens ocorreu na cidade de Nova Floresta e o grupo tem ramificações na cidade de Cuité que nos últimos dias vinham praticando vários assaltos em estabelecimentos comerciais e as pessoas que transitavam nas ruas.  A operação tiveram a frente o 9° BPM e o experiente delegado Durval Barros. 

A região do Curimataú, apesar de apresentar alguns homicídios nos últimos dias ainda é uma das regiões menos violentas dentro da mancha criminal chamados de Crimes Violentos Letais e Intencionais-CVLI.   Porém os assaltos tem sido constante e a policia de forma integrada deu a primeira resposta para reduzir os Crimes Violentos Patrimoniais-CVP.

É preciso um trabalho da Policia Preventiva com maior intensificação, para isso o efetivo policial e mais viaturas são necessárias, só para ter uma ideia à região de Cajazeiras tem o dobro de policiais do 9° BPM.  

Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.