EM COLAPSO , SISTEMA DE SAÚDE DE CUITÉ VIVE A PIOR CRISE DE SUA HISTÓRIA

Curimataú - Em colapso, a saúde de Cuité sofre mais um efeito colateral: PSF fechados outros sem médicos na Rede Básica de Saúde, não dá outra congestiona o Hospital Municipal de Cuité em número de atendimentos consultas diárias fora do que preconiza a OMS e Ministério de Saúde. 

Sem funcionar a rede básica, casos simples que poderiam ser resolvidos nas Unidades Básicas de Saúde, os usuários dos SUS procuram o atendimento médico do Hospital, como um simples curativo. Como fica o acompanhamento das mulheres grávidas? Muitas das vezes o hospital é quem faz o papel do PSF. 

O Hospital que era para fazer o atendimento a baixa e média complexidade acaba comprometendo os trabalhos do atendimento não só pelo grande número de consultas diárias, como também nas visitas médicas aos pacientes internados.  

Essa crise também afetará quando a UPA 24 horas estiver em funcionamento, obra 100% do Governo Federal que em muitos locais já não estão sendo excelência em atendimento, por conta dos maus gestores.  O que já acontece em Cuité é uma saúde pública na UTI por conta de um gestor municipal que segundo  o radialista Flávio Fernandes  ele é  técnico em maquiar números. 

Em meio ao caos, vários reclames de pessoas que procuram o Hospital e não se tinha medicamentos foi quando o secretário de saúde se escondeu da advogada Brenda Martins que queria fazer uma doação de medicamentos, o mesmo não respondeu nem as mensagens.  Após a recusa, que pelo orgulho do secretário jamais receberia uma ‘doação’ de medicamento para não se  tornar público, finalmente abasteceram a farmácia.

Outro grave problema das Unidades Básicas de Saúde e Postos de Saúde da Família praticamente todos sem médicos, falta acompanhamento de pacientes que usam psicotrópicos ( medicamentos controlados) o que precisam ocupar um médico no Hospital para ter uma receita. Como esse paciente pode ser acompanhado, onde estar o prontuário (ficha) do paciente, certamente lá no PSF? 
  
Outras indagações podem ser feitas que certamente não se pode deixar sem respostas como por exemplo  quando há uma morte em domicilio , com UBS fechada sem médico, como outro médico pode emitir um Atestado de Óbito?  Onde estar o Conselho Municipal de Saúde do Município de Cuité? 
É Preciso os vereadores de Cuité, instalar uma Frente Parlamentar da Saúde, na recusa da casa onde a maioria é da base da situação, os vereadores que querem o melhor para o município devem visitar cada Unidade Básica de Saúde e constatar in loco a gravidade da denuncia do Blog, estão negando o atendimento básico o que se comprova  que os recursos que por lei deve ser destinados a manter UBS estes estão sendo mal geridos.



Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.