quarta-feira, 11 de maio de 2016

SAI SENTENÇA SOBRE A MORTE NO TRÂNSITO DE NOVA-FLORESTENSE

Saiu à sentença do caso que vitimou o jovem nova- florestense montador de móveis Silvanilson mais conhecido por ‘ Negão’ quando caiu da carroceria de uma Montana e não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no Hospital de Traumas em Campina Grande.


O acidente foi no mês de setembro de 2015 na BR 104 trecho entre Cuité e Nova Floresta.  

O juiz João Agra Tavares da Vara de Trabalho em Picuí julgou procedente em parte, onde condenou a Empresa Icasa ao pagamento de indenização por ‘ danos morais’ em razão da responsabilidade civil por ato ilícito, o que fixou valor pecuniário. 

O advogado da família da vitima é   Dr. Helder Simões onde destacou que o valor ainda está aquém do dano, mas a sentença saiu em tempo hábil . 

Uma vida de um jovem foi ceifada por falta de segurança de trabalho, carroceria de carro é para transportar mercadorias e não trabalhador.  No Brasil existe uma ONG  Não Foi Acidente , onde defende a causa que casos como esses teve um responsável direto [ a empresa] .


Durante a luta pela vida, ainda no Hospital de Traumas vários amigos usaram as redes sociais para fazer uma corrente # FORÇANEGÃO como demonstração de carinho ao jovem nova-florestense, que tinha 25 anos de idade. 




Show comments
Hide comments

Um comentário:

  1. Até que enfim a justiça foi feita esperamos que a empresa pague a indenização.

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre esta publicação.