O QUE FALTA PARA PREFEITURA DE CUITÉ , SUSPENDER CERTAME POR EMPRESA SUSPEITA DE FRAUDAR CONCURSO ?

O que está faltando para a prefeitura de Cuité suspender o concurso público municipal em razão da empresa Conpass ( Concursos Públicos e Assessorias)  que estar a frente do certame ?
Nesta  segunda-feira(25) a prefeitura de Caaoporã foi mais uma a suspender  o concurso por força de ação judicial em razão  da “ Conpass”  ( mesma empresa que realizará o certame em Cuité ) por está envolvida em  supostos esquemas de fraudes em diversas cidades da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Onde estavam  os vereadores de Cuité que não procuraram averiguar a idoneidade da empresa ?  O papel do vereador é  fiscalizar . O movimento a Cidade Que Queremos em Cuité , certamente não aceita em período eleitoral ou fora dele posturas como essas. 

Saudações para quem tem coragem , já que os vereadores da base governista e oposição se esquivaram  ( era só acessar o Google para saber a vida da empresa  ) é preciso uma ação popular contra a realização do concurso supostamente com gabarito marcado não siga em frente.  
Veja  a medida liminar da justiça estadual , Comarca de Caaporã que decidiu pela suspensão do Concurso da Cidade de Caaporã  , fonte portal do litoral:

A Justiça Estadual da Paraíba, Comarca de Caaporã, decidiu pela suspensão do Concurso Público da Cidade de Caaporã, em razão de medida liminar nos autos de Ação Popular interposta em face da Prefeitura Municipal de Caaporã e a empresa organizadora do concurso CONPASS (CONCURSO PÚBLICO E ASSESSORIAS EIRELLI – EPP).


Isso porque a CONPASS (Concurso Público e Assessorias), empresa vencedora do processo licitatório que organiza o concurso, foi reconhecida por fraudes em diversos concursos de várias cidades da Paraíba (Princesa Isabel, Santa Luzia e Junco do Seridó), Pernambuco (Maracapana, Arcoverde, Paudalho e Calumbi) e Rio Grande do Norte (Tenente Ananias. Viçosa e Parelhas).


Além disso, o Ministério Público do Estado da Paraíba veiculou em seu site oficial, no dia 07 de julho de 2016 (04 dias após a realização do certame), recomendando à Prefeitura de Junco do Seridó (município do interior paraibano de 7 mil habitantes e distante a 205 quilômetros de João Pessoa) que adote as providências necessárias e legais para declarar a nulidade do concurso público do município, em razão do envolvimento da empresa CONPASS que organiza o certame, em outros concursos públicos fraudulentos.


A decisão liminar é fundamentada na inidoneidade da organizadora do concurso (CONPASS – Concursos Públicos e Assessorias), pois verificou-se a existência de irregularidades e inobservância de requisitos constitucionais para a realização do certame, violando os princípios basilares da Administração Pública elencados no art. 37, da Constituição Federal de 1988.


Por fim, a Prefeitura Municipal de Caaporã comunica aos candidatos inscritos no concurso público que, em cumprimento à decisão do juiz, procedeu à suspensão do certame público (Edital n° 01/2016), e que aguardará a resolução da ação para a adoção das medidas que vierem a ser determinadas pelos órgãos judiciários.

Caaporã/PB, 22 de julho de 2016.



Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é Presidente da Asssociação de Moradores no Condomínio Valparaíso no Bessa, em João Pessoa, com ampla participação nas comunidades ao redor e locais do Bessa, faz a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas socias, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.