quinta-feira, 17 de novembro de 2016

EQUIPE DE ASSESSORIA DO PREFEITO ELEITO DE CUITÉ PARTICIPA DE ENCONTRO NO TCE-PB

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) promove, nesta quinta-feira (17), o ‘Encontro de Transição de Governo e Gestão Municipal'. O objetivo é orientar prefeitos e vice-prefeitos eleitos em 2 de outubro passado acerca de temas como ‘Controle e Transparência das Contas Públicas’, ‘ Responsabilidade na Gestão Geral e Fiscal’, ‘Transição e Principais obrigações junto ao TCE’ e ‘Gestão Previdenciária’.
Além dos advogados Eduardo Moraes e Pedro Filype o prefeito eleito Charles se faz presente.



Palestras – A primeira palestra será apresentada pelo vice-presidente do TCE-PB, conselheiro André Carlo Torres Pontes  sobre ‘Controle e Transparência das Contas Públicas’. Logo em seguida, a procuradora geral Sheyla Barreto Braga de Queiroz expõe as ‘Visões do Ministério Público de Contas Acerca das Contas de Gestão de Prefeitos’.
A ‘Transição e Governo e Principais obrigações decorrentes de Atos Normativos do TCE’, será exposta pela auditora de contas públicas, Fabiana Lusia. Ela também apresentará o ‘Manual e Resoluções sobre Transição’.
A ‘Apresentação dos Sistemas do TCE-PB’ terá exposição do chefe de assessoria técnica, Ed Wilson Fernandes de Santana. Será às 10h.
Após um intervalo, às 11h, será feita pela auditora de contas pública, Zaíra Chagas Guerra, a palestra ‘ Responsabilidade na gestão Geral e na Gestão Fiscal- Receita e Despesa Pública.
‘Gestão de Pessoal’, será o tema da palestra da auditora de contas públicas, Luizi Moreira Gonçalves Pereira, a partir das 12h. A auditora Sara Rufino, falará em seguida sobre ‘Gestão Previdenciária’.
A adoção de providências com vista à transmissão do cargo aos novos prefeitos, que serão empossados em janeiro de 2017, é estabelecida pela Resolução Normativa TC Nº 03/2016. A resolução define que compete ao TCE-PB, no exercício do controle prévio, a emissão de orientação a cerca da transição entre as gestões de atuais prefeitos e a dos eleitos, “visando assegurar suficientes garantias à elaboração de uma demonstração contábil confiável e dentro dos parâmetros legais, necessárias a regular transição”.

Show comments
Hide comments

2 comentários:

  1. e os meninos venceram todas!!!

    nada como o tempo.. em 2012 os meninos perderam, mas em 2016 os meninos do jurídico fizeram a diferença!

    é arrocho


    derruba essa!!

    ResponderExcluir
  2. é preciso reciclagem!!!
    todo profissional precisa

    ResponderExcluir

Dê a sua opinião sobre esta publicação.