quinta-feira, 10 de novembro de 2016

SECRETÁRIO DE FINANÇAS DO ESTADO DA PB DIZ QUE 46% DE JUROS COBRADOS PELO GOVERNO FEDERAL É UMA AGIOTAGEM LEGALIZADA

O Secretário de Estado das Finanças, Planejamento, Orçamento e  Finanças deu uma aula de economia e  história pelas redes sociais na pauta juros abusivos e oficializados  desde o Brasil com a chamada “Derrama” da Inconfidência Mineira até os dias de hoje com uma taxa de 46% .


Sec  XVIII
Tárcio destacou que  durante o Século 18, o Brasil-Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal. Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso País e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto". 

QUINTO 
Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro. O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam "O Quinto dos Infernos". E isso virou sinônimo de tudo que é ruim. 

DERRAMA
A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama".

A REVOLTA 
Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

COLÔNIA ATÉ HOJE SENDO MASSACRADOS 

Pois bem, os anos passaram, evoluímos de colônia a qualidade de Reino Unido de Portugal, conseguimos a independência, viramos república, e hj pagamos 46% de tudo que o Estado Nacional arrecada de juros e amortização de dívidas!! E aí??? 
Acho que há algo de errado!!!

AGIOTAGEM 
O nosso modelo de Estado Nacional precisa ser revisto, não é aceitável 46% de nossas riquezas pagarem a agiotagem legalizada


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.