FORTE SEGURANÇA MARCA PASSAGEM RELÂMPAGO DE TEMER A CARUARU

Um forte aparato de segurança marcou a passagem do presidente Michel Temer (PMDB) por Caruaru, no Agreste pernambucano, nesta sexta-feira, 9. Numa parada que durou apenas 15 minutos, o presidente usou o Aeroporto Oscar Laranjeiras para trocar o avião presidencial por um helicóptero e partiu para o município de Surubim.


Apesar da passagem relâmpago, a avenida que leva ao aeroporto foi interditada, impedindo que as pessoas se aproximassem. As dezenas de pessoas que foram assistir à troca de aeronaves tiveram que se contentar em ver tudo à distância. Um grupo de cerca de 20 pessoas que levou faixas e cartazes para protestar contra Temer chegou atrasado ao local.

Se tivessem chegado mais cedo, os manifestantes teriam ficado distantes, já que um forte aparato de segurança só permitiu a entrada da imprensa ao centro administrativo do aeroporto de Caruaru. Eram homens do Exército, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, além de guardas e agentes de trânsito municipais. Somente a PM estava com 25 homens.

"Viemos protestar contra o governo ilegítimo de Temer e as medidas que ele vem tomando. Entre outras coisas, somos contra a PEC 55, a reforma da Previdência e contra a reforma do Ensino Médio", disse Júnior Oliveira, 25, representante da União da Juventude Socialista. Ele e outras pessoas portavam cartazes com frases contra Temer, que já tinha partido quando o grupo chegou de ônibus escolar ao local.

Quem chegou mais cedo, pôde assistir de longe à movimentação das aeronaves no pátio de Aeroporto Oscar Laranjeiras. Temer e sua comitiva chegaram a Caruaru às 8h20 e nem entraram na sede administrativa do aeroporto. Depois de ser recebido pelo governador Paulo Câmara (PSB) e outras autoridades, Temer caminhou alguns metros pela pista até embarcar em um dos dois helicópteros que aguardavam no local.

Foram cerca de 15 minutos de conversa com o governador e outros colegas, como o deputado federal Tony Gel (PMDB). "Tem muita obra de combate à seca que está atrasada e o presidente tem que correr com isso, com as adutoras que podem diminuir os efeitos da maior seca da nossa história", disse Gel ao ser questionado sobre sua conversa com o presidente.

A movimentação no aeroporto levou dezenas de curiosos ao local. "Vim ver o presidente por curiosidade. Não gosto muito de política, mas ele está meio derrubado com essa história de reforma da Previdência Social", disse a técnica em enfermagem Glória Mendonça, 55.

Já o médico Bruno Cantarelli, 35, espera que a visita resulte em algo positivo. "É importante para ele ver a realidade que o nordestino está passando com a seca. Acho que a visita vai ser proveitosa para nossa região", disse


uol
Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.