ADVOGADA POTIGUAR ANTES DA REBELIÃO NO ALCAÇUZ CRITICAVA O "PALAVRIADO" DE VIRGOLINO

A advogada potiguar Brenda Martins , dias antes da rebelião no presido Alcaçuz em Nísia Floresta a 48 Km de Natal , usou seu perfil nas redes sociais para criticar o linguajar do secretário de  Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte  Walber Virgolino ,  “ Presídio não é hotel “  segundo advogada um tanto  desnecessário. Após o clima tenso da rebelião que vai para seu sexto dia o secretário adota um discurso mais ameno e técnico para não mais  agravar a situação. 


PALAVRIADO 
Quando eu vejo um cidadão com essa mentalidade e com esse palavriado , com todo respeito que a autoridade merece e não esquecendo das vezes que fui gentilmente recepcionada pelo mesmo, como secretário de Segurança Pública . 

VIRGOLINO 
Fico imaginando os critérios usados para sua nomeação , será que foi escolhido pelo nome? Virgulino! Para homenagear o a quem diga herói do sertão? Que de braço com sua Maria Bonita, lesa lenda , que jogava criança ao céus e aparava na ponta do facao, ou sem dor nem piedade decepava cabeças e exibia como prova de sua " MORAL".

MINORIA 
Não se preocupe senhor secretário eu sou minoria, muitos aplaudirão suas palavras,como se algo desse tipo não estivesse demonstrando a completa falência do Estado e de nossa sociedade. 

ADVOGADA 
Eu fico indignada com tanto ódio, tanto sangue, tanta desumanidade, sei que vão falar : Falou a advogada dos bandidos, bandida também e mais um monte de outras frases feitas que me recuso a retrucar .

PAU QUE DÁ EM CHICO NEM SEMPRE É O MESMO QUE DÁ EM FRANCISCO 
Quem escolhe a vida do crime sabe que o destino é a morte ou a prisão, a menos que seja no ramo político ou judiciário ou autoridades, onde os açoites da justiça são mais amenos. Esses, aqui no nosso estado,senhor secretário, não tem para ventiladores, eles vivem em suas salas no Green Vilage, com central de ar mesmo. Na domiciliar , o pau de Chico aqui, não é o mesmo de Francisco não.

INFERNO 
Há anos sou frequentadora assíduas de penitenciárias masculinas e femininas. Sabe o que encontrei?Cenários do inferno. Ouso a dizer que talvez nem o inferno seja assim tão bizarro. 

RESSOCIALIZAR
Prisões são feitas para punir quem cometeu crimes, mas deveriam também reabilitar essas pessoas para que elas pudessem não voltar a buscar esse caminho. Não seria mais inteligente da parte dos GOVERNOS e da sociedade encarar que esses homens e mulheres retornarão para o convívio social,cedo ou tarde? Dessa forma a atitude inteligente não seria oferecer condições para que pudéssemos recuperar o maior número possível dessa gente?Não era pra isso que deveria servir uma penitenciária?

POBRES E NEGROS 
O que vejo lá dentro é uma grande maioria de pobres, negros, gente sem escolaridade e sem perspectiva de vida. Não tenho pena não .Cometeu crime tem que pagar. No entanto sabe-se muito bem que uma vez que o indivíduo é colocado dentro da prisão,para sua própria sobrevivência ele precisa se aliar a grupos.Não interessa qual o crime ele cometeu. As facções é que dar condições para que eles possam sobreviver.

CRIME ORGANIZADO 
Nessa situação o Estado acaba entregando homens e mulheres que não faziam parte de nenhuma Gang para o crime organizados.Pronto, estão formados os exércitos. Agora são até sindicalizados.Salvam-se poucos !

AMBIENTE DESUMANO 
Num ambiente pesado como esse , com temperatura de 40 Graus, homens amontoados ,naturalmente o que se desenvolve é a destruição de qualquer resquício de humanidade que ainda possa existir. São espaços sujos, super-lotados, sem nenhuma estrutura ,para que se possa viver com um mínimo de dignidade. 

QUE SE MATEM  
Então você deve estar pensando: Quero mais é que se fodam! Não mataram? Não roubaram? Não fizeram muitas famílias sofrerem? Mas não é pra isso que constituímos leis?O correto é dar a punição de acordo com o julgamento, num local onde esses indivíduos possam cumprir suas penas de reclusão e de preferência que possam sair de lá diferente do que entraram.

TRABALHO E ESTUDO 
Num presídio deveria existir condições para os presos estudarem, aprender ofícios, que pudessem trabalhar, produzir algo para a sociedade.

OBRIGAÇÃO DO ESTADO 
Um secretário de Estado, não deveria tratar uma questão tão importante de forma tão negligente, obviamente que os resultados serão péssimos. Ninguém está pregando que presos tenham conforto, mordomias e qualquer facilidade. O que se espera é apenas que o Estado faça sua parte e não deixe nas mãos das facções esse papel.




Compartilhe no Google Plus

Quem é Dema Macedo

O Blogueiro Dema Macedo é considerado um líder comunitário dos mais atuantes em sua região no Bessa, com ampla participação nas comunidades ao redor, também foi presidente da Associação de Moradores no Condomínio Valparaíso. Suas ações consiste em fazer a ligação do poder público com as comunidades, procurando solucionar os problemas sociais, de infraestrutura e apoio familiar. Também participa ativamente do cenário político em em Cuité, município onde nasceu.
    Comente por aqui
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.