terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

DESFILE DE ESCOLAS DE SAMBA DO RIO É MARCADO POR ACIDENTES

Unidos da Tijuca viveu momentos dramáticos assim que pisou na Sapucaí, no quarto desfile da noite desta segunda-feira (28) do Grupo Especial do Rio. O topo do segundo carro cedeu, e integrantes da escola ficaram presos na estrutura.
Os bombeiros mandaram parar o carro e entraram na alegoria para socorrer os feridos. Por causa do acidente, a Tijuca parou com menos de 10 minutos na avenida. Ao todo, 12 pessoas ficaram feridas – oito tiveram crise de ansiedade. Seis pessoas foram transferidas para hospitais, sendo dois casos considerados mais graves.
No primeiro dia do desfile da Paraíso do Tuiuti supostamente uma roda do carro alegórico quebrou e causou grave acidente .

A Tijuca ficou praticamente parada por cerca de meia hora. As alas tiveram que desviar da alegoria no início da Sapucaí para poder entrar na avenida e seguir com o desfile, mas nenhum outro carro conseguia passar.
Só depois que todos os feridos foram socorridos, os bombeiros liberaram a movimentação do carro. A escola tentou retirar a alegoria pelo primeiro recuo, mas não conseguiu.
O carro quebrado, então, teve que passar pela avenida com poucos integrantes sentados e alguns bombeiros, o que vai custar pontos à escola.
Como muitas alas tiveram que entrar na avenida antes dos carros, o desfile perdeu coerência, o que também pode resultar em notas baixas para a Tijuca.
Com mais de 50 minutos de desfile, a comissão de frente não havia chegado à dispersão. A bateria não foi para o recuo por falta de tempo, e a escola precisou correr muito com o desfile. Por causa do acidente, a Tijuca cruzou o portão da dispersão com 1h16, estourando em um minuto o tempo limite.

com G1 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.