terça-feira, 4 de abril de 2017

NÃO A TEMER , CAGEPA NÃO SERÁ PRIVATIZADA

Ricardo Coutinho (PSB), concedeu entrevista  nesta terça-feira (4) e acabou d evez com as especulações que a CAGEPA seria privatizada. O governador mandou o recado para os prefeitos que querem municipalizar o abastecimento de água como sendo uma baboseira e disse não a orientação do governo federal , Michel 


Ricardo  defendeu a estatal, explicando que  a CAGEPA é o maior patrimônio do Estado e chega hoje apesar da crise hídrica em 191 cidades , atendendo a mais de  de 2,6 milhões de pessoas.

Ricardo explicou ainda que a companhia aumentou os serviços de esgotamento em 75% de 2010 a 2016, com alta no faturamento de 86% no mesmo período, e defendeu os aumentos nas contas de água como “responsabilidade tarifária”. Segundo ele, não houve reajuste na tarifa social.

Custos 
O governador disse que fez cortes no  número de comissionados, que passou de 400 para 90.

Investimentos 
Nos últimos seis anos pela primeira vez a CAGEPA foi  superavitária com saldo de R$ 20 milhões”.

Apoio dos Sindicatos 
Encontrou “maturidade” nas relações com o sindicato dos trabalhadores da Cagepa e conseguiu acordo com a categoria para que, em troca da não privatização, os servidores aceitassem retirar ações trabalhistas, congelar Plano de Caros, Carreira e Remuneração (PCCR), não ter reajuste este ano e redução no número de comissionados. 

Transposição 
A Cagepa que vai tocar essa obra. Seremos o estado que melhor distribuirá águas do São Francisco”.

 Recado para Michel Temer 
A privatização das companhias de água e esgoto tenha surgindo de uma  orientação nacional do presidente Michel Temer (PMDB) e assim acabou pelo menos em seu governo a proposta das elites de privatizar estatais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.