terça-feira, 18 de abril de 2017

PLACAR NO TRE-PB 1 X 1 , JUÍZA PEDE VISTA E ADIA JULGAMENTO DE AIJE CONTRA O MAGO

O relator do processo movido pela coligação do ex-candidato a governador Cássio Rodrigues da Cunha Lima votou contra a Aije da PBPrev, o desembargador Romero Marcelo não seguiu parecer do Ministério Público Eleitoral.

O ex-assessor de Cássio Cunha Lima, juiz substituto na corte eleitoral Dr. Márcio Maranhão Brasilino proferiu voto favorável a cassação do governador Ricardo Vieira Coutinho.

 Em outros processos o ex-assessor também foi ex-testemunha de Cássio, antes da sessão realizada no TRE o deputado estadual Tião Gomes presidente do PSL, declarou na imprensa que o juiz precisava se averbar suspeição por ter atuado como advogado em 2016, apresentado na condição de testemunha no processo contra o governador. 

Os advogados de defesa do governador Ricardo Coutinho e vice-governadora Ligia Feliciano foram Fábio Brito e Marcelo Weick. Um dos advogados da acusação é o ex-secretário  de estado   Harrison Targino . 

O relator concluiu que não houve abuso de poder nem criação de programa social com pagamento retroativos da PBPrev, não havendo prova de valores pagos em campanha eleitoral.  A sessão  iniciou na terça-feira(17)  às 14h30min e foi até as 19h30min sendo suspensa depois de pedido de vistas do processo por parte da juíza Micheline de Oliveira Dantas Jatobá.  O processo deve voltar ao pleno do T R E –PB no dia 04 de maio de 2017.  

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.