segunda-feira, 5 de junho de 2017

MAUS TRATOS , CORRIDA DE JEGUES NA FESTA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE NOVA FLORESTA

É comum em festa de emancipação política no nordeste a corrida de Jegues e eleger o mais enfeitado (ornamentado) esquecem de abordar um assunto “ maus tratos” exageram na superexposição do animal, alguns são maquiados e pintados.


Em Nova Floresta, Curimataú paraibano, a festa de emancipação política neste final de semana , não foi diferente alguns Jegues ganharam enfeites e pinturas em suas patas e focinho. 

Na verdade, a utilização de animais para o divertimento do homem é uma afronta aos termos da Declaração Universal dos Direitos dos Animais (UNESCO/ONU; Bruxelas) a qual estabelece no Artigo 10: “Nenhum animal deve ser usado para divertimento do homem. A exibição dos animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal”.

O jegue foi o maior meio de transporte do mundo, transportou até o nosso Senhor, Jesus Cristo.  Hoje ainda explorado nas carroças de burro e nas corridas de Jegues , pelo menos  quando não há maus tratos poderia  até conscientizar a importância dos animais. 

Maus-tratos
A legislação federal proíbe o uso de animais para essa finalidade : De acordo com o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/1998, fica estabelecida a pena de três meses a um ano de prisão às pessoas que tenham abusado, ferido, maltratado ou mutilado animais silvestres, domésticos, domesticados, nativos ou exóticos. Já o Decreto Federal 6.514/2008, reforça a legislação no sentido de que será estipulada multa de R$ 500 a R$ 3 mil por cada animal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.