sábado, 3 de junho de 2017

MARIONETE: VEREADOR DE CUITÉ PODE PERDER PRESIDÊNCIA DA CÂMARA POR QUEBRA DE DECORO PARLAMENTAR

Uma voz do além, não! Os comandos externos a presidência da Câmara tem endereço certo, vêm dos ex-prefeitos Bado (PSDB) e Euda (PMDB).


Se a maioria dos vereadores de Cuité, tivessem coragem este seria um caso de quebra de decoro parlamentar por parte do Presidente da Câmara pela falta de respeito à dignidade ao Poder Legislativo e população ao se deixar ser manobrado publicamente por uma ligação telefônica e suspender uma audiência pública.

Retornamos a pauta porque o número expressivo de leitores deste Blog afirmou que a matéria merecia ficar mais um pouco em evidência para que a sociedade cuiteense pudesse analisá-la à sua maneira, pela importância social e define a posição dos poderes constituídos.

O que temos hoje em Cuité é uma maioria de parlamentares na Casa Manoel Felipe alienados pela política do maniqueísmo, liderados por ficha suja.  Alguns formadores de opinião lamentam a postura e ate os classificam de marionetes.

Presume-se que algumas sessões chegaram a ser provocadas os tumultos desde a legislatura passada o que nos deixa a entender que todos os indícios de cenas repletas de supostas “marionetes “, que depois de tudo decidido por um grupo político antes no poder e agora fora dele  manipula o legislativo municipal a seu bel prazer.

Os vereadores da oposição de Cuité vão-se para o plenário da Câmara para suposta encenação, podendo deixar uma conotação muito cristalina da desnecessidade de um poder legislativo e que apenas coloca vereadores novatos em situação nada agradável, principalmente aqueles que afirmavam ter compromisso com o povo e mesmo assim participam de conchavos políticos para trabalhar incansavelmente para desestabilizar o governo municipal.

“Marionetes”. Isso mesmo. É o que a sociedade cuiteense pensa a respeito da maioria dos vereadores de Cuité que atuam hoje na Câmara, sem que se saiba se existe oposição ou supostos homens públicos que, em tese, não têm opinião própria capaz de deixar acontecer uma audiência pública para ouvir uma prestação de contas de um quadrimestre de gestão.

Não foi necessário investigar para saber quem são as “marionetes” uma simples ligação telefônica recebida no plenário em Viva Voz , segundo atual prefeito e várias testemunhas ligação esta da ex-prefeita Euda Fabiana dando ordens expressas para encerrar uma audiência pública. O que trouxe surpresa para alguns a que ponto chegou à velha   Polítika.


Os vereadores têm poderes para mudar uma cidade, por ser um órgão fiscalizador e como deveria se comportar e jamais deveria suspender uma audiência publica para discutir a Saúde, que ouvisse quem estava ali para falar, depois convocasse dentro das prerrogativas do legislativo quantas vezes for necessária a presença da secretaria e demais profissionais da saúde da atual gestão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.