sábado, 8 de julho de 2017

BIBLIOTECA "INACABADA" VIRA CRACOLÂNDIA EM PICUÍ

Não é do perfil do governo do estado deixar obras pelo meio do caminho, todas as obras iniciadas e tocadas por Ricardo Coutinho foram ou estão sendo concluídas. A construção da Biblioteca Municipal de Picuí foi uma parceria, regime de cooperação mútua, do Governo do Estado e a Prefeitura de Picuí.


A Prefeitura ainda gestão anterior ( grupo político de Buba Germano) licitou e iniciou a obra em 21 de março de 2014 e com prazo de conclusão em 180 dias, acontece que finalizou o mandato do ex-prefeito em 2016  e  a obra ficou inacabada. 

O que seria uma biblioteca, segundo informações serve de banheiro público improvisado e local propicio para cracolândia.

A obra orçada em R$ 446.051, 49 mil sendo contrapartida do Governo do Estado de R$ 420.000,00 até então foram liberados para a prefeitura de Picuí R$ 220.000,00  parte deste dinheiro foi devolvido aos cofres do Governo do Estado na ordem de R$ 79.693,11. O que faltou mesmo foi competência da prefeitura na gestão anterior em tocar a obra. Onde está o deputado licenciado , secretário de estado Buba Germano ?  será que ele é bom mesmo apenas de tentar tomar o que está pronto de outra cidade. 

Cargas d’águas, devolverem recursos públicos se antes foi pensado uma parceria firmado através de um convênio para construir uma biblioteca?  A atual gestão é cobrada pela finalização da obra, e ela se manifestou através de oficio a Secretária de Educação do Estado, se há interesse em manter o convênio ou ela toca sozinha a finalização da obra.  

Que venha às novas tendências das bibliotecas virtuais com a massificação da internet móvel com livros eletrônicos em forma de e-book a ou até mesmo do saudosismo que se dá o prazer de manusear um papel, de fazer dobras nas páginas, de ver o livro empoeirado na estante ou com páginas amareladas de tanto lê-los. 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.