quarta-feira, 22 de novembro de 2017

QUEIMA DE FOGOS NO REVEILLON EM NOVA FLORESTA , SERÁ OBSERVADO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO.

Uma ação civil pública movida pelo MP  tramita na justiça contra a Prefeitura Municipal de Nova Floresta  e Empresa  Fogos Piromax Ltda com  pedido de tutela urgente , objetivando a abstenção de gastos com aquisição de fogos de artifícios , por parte da fazenda municipal. 


Em programa de rádio , na 89FM o secretário de administração  tenta justificar os meandros da gestão , ao afirmar que o município tem investido acima do limite na área de saúde.  Na prática , não é o que a população tem observado e sentido na pele quando precisa do serviço público. 

No Brasil a cada 5 minutos morre um usuário do SUS por falta de melhor atendimento , aponta pesquisa nacional.  Enquanto isso o Prefeito Jarson , pretendia queimar R$ 60.638,00 após instado pelo MP , encaminhou expediente que previa gastar R$  30 .000,00 . 

A queima de fogos  se torna desnecessária em razão das  dificuldade do poder público municipal não atender as demandas a contento nas diversas áreas : Saúde , Educação , Infraestutura , falta de recursos hídricos e ações sociais .

A crise no Brasil vai afetar o Révellon por todo país, o tempo de queima de fogos não terá sua grandeza como é comum nos grandes centros .   Esse ano nem com a queima de fogos bancada com patrocinadores serão demoradas. 

Nos autos , contra a Prefeitura de Nova Floresta chama atenção  quando destaca que a moralidade é o agir com ética pública , diferenciada da ética simplesmente pessoal ( particular) , mas sim um valor social que se espera de quem administra a coletividade, que deixa de praticar o ato, embora amparado em Lei , porque o interesse é público deve prevalecer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.