sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

PAGUEFÁCIL ; ADVOGADA EMITE NOTA E SE DIZ VÍTIMA DE ORGANIZAÇÃO DE EXPLORAR FRANQUEADOS

A advogada Brenda Martins presa e acusada de participar de uma organização criminosa que estava dando golpe no Correspondente Bancário PagFácil no Rio Grande do Norte , através do seu advogado usou as redes sociais e emitiu uma nota se defendendo , ela se diz inocente e vitima de uma grande organização de praticar crime contra os franqueados que alguns ela advogava.

PagueFácil em JOÃO PESSOA

O  PagFácil suspendeu os serviços sem aviso aos franqueados , o caso parou na delegacia onde os franqueados alegam prejuízos com a suspensão na quebra do contrato .

NOVA FLORESTA

Não tem Pague Fácil , porém a prisão da advogada foi comemorada por alguns do município. Brenda Martins ficou conhecida na cidade por cobrar dinheiro de serviços executados em obra pública e sem receber , adesivou placa de identificação de obra pública , como sendo sua “propriedade privada”.

VEJA A NOTA DA ADVOGADA 

Mais uma vez as canetadas e os interesses contra um direito dos mais fracos juntaram-se e recaem sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam; e não me deram o direito de resposta. Precisam sufocar a minha voz e impedir as minhas ações, para que eu não continue a defender, como sempre defendi o que aprendi sobre o conceito de justiça.
Estou no cárcere que me é imposto. Depois de deneunciar uma organização criminosa, Chamada Muito Fácil arrecadação, associada a seguradora Brinks. Que estranhamente tem o aval da maior instituição financeira do país o Banco do Brasil . A advocacia não é uma profissão para covardes. Não conseguirão me calar . A Exploração desse grupo econômico e financeiro por anos a fio, me revoltou e ceifou a vida de muitas famílias . Quem tem um correspondente bancário PagFácil sabe do que estou falando . É um golpe! Um golpe que peitei com unhas e dentes . Venderam minha liberdade, fizeram-me chefe de uma organização, Ou de uma desorganização criminosa. Que falta de respeito dizer que eu enquanto chefe , teria um modus operante tão pífios.

Iniciei o trabalho de libertação desses franqueados, que são meus clientes e pus em pratica tudo que aprendi nos bancos da faculdade . Tiveram que me calar.As palavras subterrânea dos blogs aliou-se à uma parte das pessoas.  

Os diretores poderosos desta empresa, que vou repetir o nome, MuitoFacil arrecadação e Brinks . Não querem que o franqueado seja livre, não querem que sejam independente.
Assumi o risco de denunciar uma organização criminosa que tem por trás políticos e autoridades, dentro do espiral de lama e roubos que destruía os valores das pessoas . Os lucros dessa empresa alcançava até 500% ao ano. Enquanto o franqueado pagava com seu suor a sua miséria .

Nas declarações de valores do que existiam fraudes constatadas de mais de 100 milhões de dólares por ano. Tentei defender o direito do mais fracos e a resposta foi violenta em cima de mim e de minha família . Eu não tenho dinheiro pra comprar prisões .Tenho lutado dia a dia, hora a hora, resistindo a uma pressão constante, incessante, tudo suportando e renunciando a mim mesma, para defender que aprendi como conceito de justiça. Se os corruptos desse país , tem as leis do seu lado , eu não tenho medo de lutar pelo que é justo , eu só tenho medo da covardia e do modus operante de funcionários corruptos.
Escolho este meio para gritar minha defesa, já que o meu direito de resposta na mídia me foi negado. E aos que pensam que me derrotaram respondo: Eu não vou desistir!
( Brenda Martins)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.