segunda-feira, 11 de junho de 2018

CUITÉ- " OS INTOCÁVEIS " UM DELES DEVE CAIR NA REFORMA ADMINISTRATIVA DE CHARLES


A reforma administrativa anunciada pelo Prefeito constitucional de Cuité, Curimataú paraibano não pode cessar. É preciso oxigenar a gestão em algumas pastas, mesmo dentro de critérios técnicos. 

Dos três secretários considerados “ forasteiros “ no governo Charles Camaraense, apenas um dele tem se identificado com os cuiteenses.

Merecedor até mesmo de título de cidadania, muito mais que Pedro Cunha Lima e Tovar Correia Lima, secretário Eduardo Moraes tem envidado esforços pelo bem do município. Os intocáveis, das pastas de finanças e administração pelo menos um deles pode cair na reforma administrativa que até agora se deu em  remanejamento.

A corda tem sido esticada, há divergência sobre a condução da gestão na área de finanças e administração que tem Adroilzo Fonseca e Éderson Lucena respectivamente nas pastas. É preciso mexer, como diz o prefeito “ um novo gás” na gestão, principalmente para aqueles que possam trazer prejuízo político e  desempenho da máquina administrativa.

Uma reforma administrativa consiste em definir e implantar uma nova “ Estrutura Organizacional Administrativa”, às vezes um currículo recheado de qualificações não traduz na prática operacionalidade. A verdadeira reforma perpassa além de “nome” ela deve proporcionar uma economia considerável aos cofres públicos, a partir da nova reestruturação das pastas.

Um ponto positivo na atual gestão tem sido o não ao nepotismo por outro lado precisa reaproveitar mais a prata da casa,  com novo DNA  e distante dos “Os intocáveis” de outrora que parecia o filme de  Al Capone.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.