quinta-feira, 16 de maio de 2019

IMAGEM FORTE : ESPECIALISTA REBATE " NOTA DE ESCLARECIMENTO " DA PREFEITURA NA DERRUBADA DE ÁRVORES .

A prefeitura de Nova Floresta emitiu uma “Nota” a respeito da derrubada de árvores na cidade, após repercutir no Blog matéria “  Prefeito Lenhador “.  

Os projetos arquitetônicos atuais dialoga com o meio ambiente, as espécies arbóreas já plantadas são reaproveitadas  dentro do equilíbrio ecológico e sustentabilidade.  


Segundo um especialista em Botânica  Anderson Fontes reconhecido como um dos melhores técnicos na região do Nordeste  avaliou que   a  NOTA DA PREFEITURA DE NOVA FLORESTRA, foi vaga e não apresentou  laudos técnicos.

Ao analisar o conteúdo da NOTA, Anderson ressaltou a necessidade de uma equipe multidisciplinar, caso existisse para discriminar no projeto: Por que tirar algoraba, ou tal árvore? 

1-      Se foi verificado a necessidade após laudos técnicos se aquele individuo ( árvore ) estava com raízes superficiais , avançando ao piso  e se não teve condições de ser podadas .

2-      Especificar no laudo a copa  da árvore se frondosa ou galhos apresentando manifestação de cupim a partir da primeira ou segunda  galhada não sendo passível de tratamento.

3-      Qual tipo do tronco se inclinado em determinado ângulo .

4-      Ainda no laudo necessário ater a questão fitossanitária (saúde ) da árvore e do seu comportamento estrutural .

5-      A partir de um laudo técnico deveria ter apresentado a população ,  antes da supressão (derrubar)  da árvore  emitir esse laudo a Sudema caso o município não conte com uma secretaria de meio ambiente .  
6-       A obra também tem que ter Licenciamento Ambiental , pois gera resíduo , e esses laudos tem que ter a RT do CREA  a respeito do motivo das remoções das espécies arbóreas .  
7-       A nota emitida pela prefeitura de Nova Floresta  , justificando a retirada das arvores  está muito vaga . 
8-      Mesmo sabendo que a Algarobeira é uma espécie exótica , mesmo assim ela está adaptada ao meio com sombreamento , embelezamento e  cobertura vegetal . Portanto para derrubar uma árvore que está ali  por décadas é preciso maior explicação, mesmo para substituir por outra nativa.

Segue a Nota da Prefeitura de Nova Floresta 

NOTA DE ESCLARECIMENTO  DA PREFEITURA
Durante toda a semana corrente tem se intensificado as discussões sobre a nova arborização do Município e cabe ao órgão Prefeitura Municipal de Nova Floresta, esclarecer o trabalho que vem sendo realizado com as plantas ornamentais do Município.
Reafirmando um compromisso da Gestão do Prefeito Jarson, foi iniciada mais uma obra estruturante no Municipio, a dos canteiros centrais, após a realização do Projeto Arquitetônico e análises técnicas do ambiente físico dos quase 50 canteiros da rua Felinto Florentino, observou-se que alguns de seus canteiros possuíam árvores antigas, já com raizes superficiais rompendo calçadas e calçamentos, com influência negativa no trânsito da cidade e principalmente com pouca saúde apresentando alto índice de cupim que após o tratamento ficaram vulneráveis aos fortes ventos e chuvas podendo causar maiores prejuízos a segurança de crianças, idosos e munícipes em geral.Toda equipe técnica envolvida no Projeto chegou à conclusão de que aquelas árvores passariam por um processo de reflorestamento, ou seja, SUBSTITUIÇÃO das mesmas. Ademais, haverá uma compensação com o plantio de novas árvores para renovar e embelezar o local, mesclando com plantas florais e sombreiras, propícias à arborização urbana. Queremos destacar para a comunidade que somos conscientes e acima de tudo temos uma postura ética do dever de plantar árvores nas vias públicas e de manter as existentes saudáveis; isso significa que, às vezes, algumas árvores terão que ser retiradas em razão do vigor ou de algum outro problema já destacado.A cerca da imagem que circula em alguns meios de comunicação, vale salientar que a algaroba da família leguminosae é nativa do Peru, e não está em extinção no Brasil, não sendo assim crime ambiental a podação parcial ou total quando assim necessário.Reforçamos nosso compromisso com os aspectos físicos e ambientais do Município, e contamos com a compreensão dos diversos fatores que influenciam no crescimento de uma cidade de 60 anos e necessita de adequações para continuar caminhando ao futuro.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.