terça-feira, 11 de junho de 2019

MANOEL JR e RC PAVIMENTARAM RUAS COM EUDA E CHARLES

As últimas obras de pavimentação  realizadas em Cuité nos Governos de Euda I ,II e Charles I os recursos foram provenientes de emenda parlamentar do ex-deputado federal Manoel Júnior.  

As obras de pavimentação do atual governo de Charles são oriundas de recursos assegurados na então gestão da ex-prefeita Euda Fabiana .

  Os contratos de algumas ruas firmados com o Governo Federal , através da Caixa Econômica Federal já executadas e outras a ser executadas  , uma obra paralisada a exemplo da rua 15 de Novembro , advém dos esforços de MJ.  

No governo de Ricardo Coutinho o município também ganhou obras de pavimentação a exemplo de boa parte do bairro do Retiro , ladeira da Serra do Bombocadinho e ladeira do Campus UFCG que recebeu além de pavimento em paralelo a  malha asfáltica. 

 De  quem são os méritos pelas obras de pavimentação em Cuité  ?  

 Euda ou Charles ?  Dos dois ! 

Não podemos deixar de citar o nome de Tárcio Pessoa então secretário do Governo RC I envidou esforços para que o Governo do Estado executasse obras de pavimentação de  algumas ruas. 

O prefeito Charles também tem envidado esforços para que o município tenha  alocação de recursos federais , no próximo pleito haverá de chegar recursos de convênios de emenda do deputado federal Aguinaldo Ribeiro investigado pela operação Lava Jato.  


Com a futura instalação de uma superintendência regional da Caixa Econômica Federal , em Campina Grande  ( pleito da senadora Daniela ) efetivamente haverá mais agilidade para canalizar recursos para obras de infraestrutura .    

Essa briga de quem mais faz pavimentação é boa para o município , seria melhor ainda se os gestores e atores políticos também entrasse na briga por esgotamento sanitário .  Segundo dados do IBGE 1/3 dos lares do Brasil não está ligado à rede de esgoto  ( 2018)  . A  Paraíba apenas 50, 5%  tem cobertura de saneamento básico , enquanto os estados de São Paulo com 92,6%  , Rio de Janeiro 88,3%  , Distrito Federal e Minas Gerais com pelo menos 82 %. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê a sua opinião sobre esta publicação.